Quando usar vidro temperado e laminado?

Você conhece todas as particularidades do vidro temperado x vidro laminado? Sabe quando usar vidro temperado e laminado? Qual a diferença entre os dois? Tecnicamente, o vidro laminado é indicado para situações onde o vão precisa se manter intransponível em casos de quebra da placa, enquanto que o vidro temperado é alternativa para aplicações que exigirão o máximo de resistência contra impactos mecânicos, pressão do vento, etc.

 

É importante destacar ainda que o uso dos dois tipos de vidro é regulamentado pela ABNT, principalmente em sua NBR 7199 e outras relacionadas. Para cada aplicação existe um tipo de vidro adequado, e as características físicas dos dois modelos são primordiais na definição de quando usar vidro temperado e laminado. Por isso é importante adequar as aplicações envidraçadas às normas da ABNT, pois dessa forma usufruímos do máximo dos benefícios que o vidro pode oferecer.

Quando usar o vidro laminado? Quando usar o vidro temperado?

Pelas normas, o vidro laminado pode ser utilizado em praticamente todos os tipos de aplicações. Isso acontece devido às suas propriedades físicas que oferecem ampla segurança e proteção aos usuários. Entretanto, existem casos onde a escolha pelo vidro temperado pode ser a mais acertada, considerando que suas características oferecerão melhor desempenho às estruturas montadas. Vamos a dois exemplos para representação:

 

- Box de banheiro, quando usar vidro temperado e laminado? Segundo a NBR 7199, o box de banheiro pode ser fabricado com vidros de segurança laminado ou temperado com ou sem película de segurança. Nesse caso, o box com vidro temperado seria a melhor alternativa, pois os vidros temperados são submetidos à um grande choque térmico durante a sua fabricação, sendo que as alterações de temperatura comuns do banheiro não seriam problemas.

- Envidraçamento de sacadas, quando usar vidro temperado e laminado? Conforme dita as normas, o vidro indicado para envidraçamento de sacadas é o laminado ou temperado. Porém, o profissional precisa considerar outros fatores, como a pressão que o vento exercerá sobre a estrutura conforme a região do país (NBR 16259). Em alguns locais o vidro laminado não oferecerá resistência suficiente para suportar a pressão que o vento tende a exercer; sendo o vidro temperado para sacada a melhor alternativa.

 

Algumas regiões do estado de São Paulo, por exemplo, um prédio de 25 andares ou mais pode sofrer pressões de vento com até 2.210 Pascais. Nesse cenário, um vidro laminado 10mm é capaz de suportar 1100 Pascais, enquanto que um vidro temperado com as mesmas dimensões consegue suportar até 3.000 Pascais, ou seja, para suportar essas pressões, um vidro temperado de 10mm seria suficiente (e com folga), caso contrário, seria necessário um vidro laminado de 20mm a 22mm.

 

Por esse motivo é importante procurar por empresas especializadas no assunto, como a SEV Exclusivv. Por aqui você encontra profissionais que sabem exatamente quando usar vidro temperado e laminado e são capazes de indicar a melhor alternativa para seu projeto. Venha com a gente, por aqui seus sonhos se materializam.

FAQ – Perguntas e Respostas

O que é o vidro temperado?

O vidro temperado é o resultado da submissão do vidro à técnica de têmpera, onde o vidro comum é aquecido a altas temperaturas e resfriado rapidamente, cenário que causa tensão molecular e agrega resistência elevada ao vidro temperado – em média, 05x mais resistente que o vidro comum com as mesmas dimensões.

 
"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Qual a desvantagem do vidro temperado?

Apesar de ser um dos vidros de segurança mais populares, o vidro temperado pode oferecer desvantagens pontuais, como o fato de não poder ser cortado ou furado, razão pela qual o vidro temperado deve ser medido cirurgicamente, realizando os furos e outros beneficiamentos (como polimento das arestas e lapidação das bordas) antes do procedimento de têmpera, pois qualquer ação com força suficiente para interagir com os pontos de tensão do vidro temperado estilhaçará a placa por completo.

 

Pra você que procura qual a desvantagem do vidro temperado, por ser um tipo de vidro com tensão molecular constante, os vidros temperados apresentam mais rigidez, o que o torna, também, um pouco menos flexível do que modelos como o vidro comum ou o vidro laminado. Entretanto, são fatores pontuais que não diminuem a oferta de segurança e resistência que o vidro temperado pode agregar às estruturas envidraçadas.

Pra se ter uma ideia, experiências realizadas demonstraram que uma placa de vidro temperado de 06mm de espessura suporta o impacto de uma esfera de aço de 01kg, deixada cair de modo livre de uma altura de 02 m. A título de comparação e para enriquecer nosso texto sobre qual a desvantagem do vidro temperado, em condições idênticas uma placa de vidro recozido com as mesmas dimensões se partiu com o impacto da bola deixada cair a uma altura de 30 cm.

Alguns especialistas citam ainda o fato de o vidro temperado concentrar sua tensão em regiões superficiais que serviriam como pontos de apoio e/ou suporte, o que, teoricamente, significaria risco de estilhaçamento, pois como já comentado, qualquer ação com força suficiente para estressar a tensão do vidro temperado fatalmente ocasionará o estilhaçamento e perca total da peça. Para situações como essa é de suma importância procurar consultoria especializada, que saberão qual a desvantagem do vidro temperado e se empenharão em anulá-las.

Porque o vidro temperado explode?

Vale lembrar que a tensão elevada do vidro temperado é o fator que garante sua resistência e faz com que o modelo se quebre de maneira segura aos usuários. O procedimento de têmpera faz com que o vidro estabeleça graus elevados de tensão, com compressão nas áreas superficiais e centro do vidro. Quando uma ação interage com esses pontos de tensão, essa é liberada e faz com que se estilhace o vidro por completo. Esse é o motivo porque o vidro temperado explode.

 

Para complementar a nossa lista sobre qual a desvantagem do vidro temperado, algumas pessoas creem que o fato de o vidro temperado se estilhaçar por completo quando quebrado pode ser considerado um ponto negativo, tendo em vista que a quebra total do vidro deixa aquele determinado vão aberto e transponível. Porém, é preciso lembrar que isso pode ser evitado com aplicação de película para vidro temperado.

Além disso, o fato de se quebrar por completo é, na verdade, uma das principais vantagens do vidro temperado, pois esse cenário gera fragmentos pequenos e de baixo poder de corte, dificultando acidentes mais sérios. Entretanto, vale destacar que essa característica impede que o vidro temperado (sem laminação) participe de estruturas como telhados e coberturas e por isso figurou em nossa lista sobre qual a desvantagem do vidro temperado. Fique atento e em caso de dúvidas, consulte um especialista SEV Exclusivv.

FAQ – Perguntas e Respostas

O que é o vidro temperado?

O vidro temperado é um tipo de vidro de segurança mais rígido e com maior resistência térmica se comparado com o vidro comum; habilitado para ser utilizado em aplicações autoportantes. Esse modelo é até 05 vezes mais resistente que um vidro comum com as mesmas dimensões e, quando estilhaçado, se fragmenta de maneira segura aos usuários.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Qual a espessura ideal de espelho para parede?

A espessura ideal de espelho para parede varia entre 04mm e 06mm, porém, isso não deve ser considerado uma regra. Considere que, quanto menor for a espessura do espelho, maior a probabilidade de ocorrer distorção; destacando que, quanto maior o tamanho do espelho, mais visível essa distorção será. O mercado oferece espelhos fabricados nas espessuras de 02mm, 03mm, 04mm, 05mm e 06mm. Saiba mais sobre qual a espessura ideal de espelho para parede nesse artigo!

Espessura de espelho para parede

Espelhos são elementos essenciais no nosso cotidiano. Na arquitetura os espelhos exercem, simultaneamente, tarefas funcionais e decorativas, de forma que seu uso é indicado para suprir diversas necessidades arquitetônicas. Sendo assim, é importante saber qual a espessura ideal de espelho para parede, pois dessa forma conseguimos usufruir do máximo de benefícios que um espelho pode trazer para um ambiente.

 

É preciso encontrar um denominador em comum, um meio termo entre a espessura do espelho e o tamanho da placa, pois isso garante que não ocorra distorção no reflexo. Como já comentamos, quanto menor a espessura do espelho, maior a probabilidade de ocorrer distorção; enquanto que quanto maior o tamanho da placa de espelho, mais visível essa distorção se apresentará. Por isso é importante procurar consultoria especializada, que saberão qual a espessura ideal de espelho para parede conforme as necessidades do seu projeto!

 

Sendo assim, caso o espelho seja em tamanhos pequenos (como mosaicos e recortes decorativos), é possível optar pelas espessuras menores, como espelho 3mm ou 4mm, aumentando a espessura conforme o tamanho do espelho; sendo que para espelhos de parede inteira escolha o espelho 06mm. O mercado oferece diversas espessuras, como:

- Espelho 02mm

 

- Espelho 03mm

 

- Espelho 04mm

 

- Espelho 05mm

 

- Espelho 06mm

 

Ainda falando sobre qual a espessura ideal de espelho para parede, considerando que as espessuras são estreitas, são três os tipos de acabamentos mais presentes nos espelhos:

 

- Lapidação reta

 

- Lapidação ½ cana

 

- Bisotê

 

Ainda assim, o espelho bisotê possui limitações na largura do acabamento, pois quanto menos espesso o espelho, menor a área (e a possibilidade) de realizar um acabamento bisotê mais extenso. As lapidações meia cana e reta são padronizadas. Além disso, é importante destacar que o que define a qualidade do espelho é a qualidade do vidro utilizado na fabricação da peça.

Como instalar espelho na parede

Além de saber qual a espessura ideal de espelho para parede, é importante realizar a instalação do espelho de maneira adequada, pois além de segurança, esse cenário evita problemas como o aparecimento de manchas no espelho – fruto de oxidação da camada de prata refletora. Veja abaixo algumas dicas de como instalar espelho na parede:

 

- Primeiramente, dê preferência por espelhos de qualidade, pois tendem a ser fabricados com materiais de primeira linha, com bom isolamento da camada refletora e bom acabamento das bordas, cenário que auxilia a evitar a oxidação.

 

- Mantenha um espaço de 03mm a 05 mm entre a parede e o espelho, garantindo que o ar circule naquele espaço. Isso ajuda a evitar a oxidação da camada refletora e as manchas no espelho.

 

- Da mesma forma, cuide para que não exista vãos entre o espelho e a moldura da parede, pois isso facilita o acúmulo de água e o aparecimento de manchas escuras.

 

- Realize a vedação de maneira responsável e com silicone neutro. Fique atento, pois alguns tipos de silicones podem interagir com a camada refletora e manchar o espelho.

 

Para finalizar nosso texto sobre qual a espessura ideal de espelho para parede, em caso de dúvidas, procure serviços especializados no assunto. Aqui na SEV Exclusivv você encontra consultoria especializada e pronta para determinar qual a espessura ideal para seu projeto! Mantenha contato com nossa equipe!

     
"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

O que corta espelho?

Para cortar espelho um cortador de vidro é indispensável. Existem diversos modelos disponíveis no mercado, para tipos de cortes diferentes e com preços variados. Se você precisa realizar cortes simples é possível optar pelos cortadores de vidro com ponta de aço; porém, caso a intenção seja fazer cortes complexos (como em curva e desenhos), a melhor alternativa é optar por cortadores profissionais com ponta de carbureto. Saiba mais sobre o que corta espelho e dicas para realizar essa tarefa nesse artigo!

Como eu corto um espelho?

A arte de cortar espelho e vidros em geral é milenar! Atualmente o corte de espelhos auxilia na composição de decorações funcionais e esteticamente ricas, razão pela qual a técnica se mantém viva! Como já comentado, o que corta espelho são os cortadores de vidro, disponíveis em lojas físicas e virtuais a preços variados e acessíveis. Para entender qual adquirir, considere o seguinte:

 

- O cortador de vidro com ponta de aço é o mais indicado para cortes de baixa complexidade, tendo em vista que, para esse fim específico, por um preço menor oferece a mesma eficiência que um cortador profissional.

- O cortador de vidro com ponta de carbureto é indicado para cortes complexos, como curvas e linhas sinuosas, desenhos, etc – cortes difíceis de serem realizados com um cortador com ponta de aço; porém, o cortador com ponta de carbureto tem um valor mais elevado.

 

- Ainda falando sobre o que corta espelho, se for cortar grande volume de espelhos adquira um cortador de vidro com autolubrificação, pois são mais duráveis e oferecem mais facilidade na hora do corte.

 

- Não se esqueça de testar a acomodação do cortador de espelho nas suas mãos. Existem diferentes tipos de cabos, com formatos e pegadas diferentes. Escolha um mais confortável para você.

Passo a passo para cortar espelho

Dando continuidade ao nosso artigo sobre o que corta espelho, antes de tudo, providencie luvas apropriadas e óculos de proteção, pois o corte do espelho pode gerar estilhaços e lascas capazes de ferir gravemente. Você ainda vai precisar de alicate para destacar vidro e selante para as bordas; também é indicado proteger o espelho com papelão ou toalha. Veja um passo a passo de como cortar espelho:

 

- Limpe bem o espelho, coloque-o sobre uma superfície plana e trace uma linha com o cortador de vidro escolhido e o auxílio de uma régua, se for o caso. Pra você que procura o que corta espelho, saiba que quanto mais contínua for a ranhura, maiores as chances de ocorrer uma quebra limpa. A ranhura deve começar em uma borda do espelho e terminar na outra. Um som agudo indica que o vidro está sendo cortado.

 

- Na sequência será preciso fazer a ruptura. Para isso podemos usar um alicate para destacar vidros ou as próprias mãos protegidas por luvas adequadas. Se a escolha for com as mãos (não indicado para espelhos grandes), segure firmemente com uma mão de cada lado da linha e empurre os dois polegares contra a placa, ao mesmo tempo e com pressão compatível.

 

Lembrando que se for cortes curvos, desenhos ou linhas sinuosas, opte pelo alicate de destacar vidros. Para isso basta posicionar a ponta do alicate a 1,5 cm do risco, pressionando para baixo na sequência. Em ambos os casos, após destacar o espelho será preciso fazer o acabamento com uma lixa, alinhar as bordas e aplicar o selante.

 

Para finalizar nosso artigo sobre o que corta espelho, de preferência, realize todas as etapas em um local externo e distante de crianças ou animais. Além disso, não é aconselhável cortar espelhos muito danificados, trincados ou corroídos pela ação do tempo, tendo em vista que oferecem maiores chances de estilhaçamento. Acompanhe o blog da SEV Exclusivv para receber artigos sobre arquitetura em vidro semanalmente!

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Como calcular vidro para box?

O cálculo do vidro para box deve considerar o tamanho da chapa de vidro e espessura ideal para garantir uma estrutura leve, mas ao mesmo tempo, resistente e segura aos usuários. Para calcular o tamanho do vidro para box, por exemplo, é preciso levar em conta a folga entre o vidro e a parede e os descontos necessários para o perfeito encaixe do vidro aos perfis. Já o cálculo da espessura do vidro para box de banheiro analisa fatores como tamanho do vão a ser fechado, largura do trilho do box, modelo, necessidade de reforço extra, etc.

 

Resumidamente, para saber como calcular vidro para box é preciso combinar diversos dados, além de harmonizar toda a estrutura às normas da ABNT. Destacamos que o mercado oferece vidros de diversas espessuras, como 06mm, 08mm, 10mm, 12mm, 16mm, até espessuras especiais; e o tamanho da placa de vidro também está disponível em diversas medidas. Lembrando que o vidro aceita personalização em seu tamanho, com cortes e furos, para melhor encaixe na estrutura.

 

Porém, isso deve ser feito por profissionais, pois o vidro temperado, por exemplo não pode receber furos ou cortes depois do processo de têmpera. Por este e outros fatores é extremamente importante saber como calcular vidro para box, pois o cálculo precisa ser cirúrgico. O aconselhável é que toda instalação do box de vidro, desde o projeto inicial até a finalização, seja realizada por profissionais habilitados que sabem estudar e analisar todos os fatores essenciais para o cálculo do vidro para box ideal.

 

E para você que procura como calcular vidro para box, destacamos que os vidros indicados para box de banheiro é o temperado e o laminado, sendo que o vidro comum não deve NUNCA ser utilizado em box para banheiro. Os vidros laminados e temperados são classificados como vidros de segurança e garantem reforço extra, resistência elevada e estilhaçamento seguro, diferentemente do vidro comum, que é menos resistente e quando quebrado oferece grandes lâminas pontiagudas capazes de ferir uma pessoa gravemente.

Vidros para box de banheiro

Ainda falando sobre como calcular vidro para box, quem determina esses fatores e outros, como os tipos de vidros para box de banheiro, é a ABNT. Segundo as regulamentações do órgão, o box de banheiro deve ser composto por vidros de segurança laminado ou temperado (com película ou não) de no mínimo 08mm de espessura, porém, essa medida pode ser maior dependendo das necessidades do projeto, como reforço extra, tamanho do vão a ser fechado, largura do trilho, etc.

 

Devido a alta resistência a variações térmicas, o vidro temperado é o mais utilizado em box de banheiro. Entretanto, esse tipo de vidro, quando estilhaçado, se fragmenta por completo e deixa o vão da estrutura aberto, porém, não provoca cortes. Para evitar que o vão fique aberto é possível utilizar película de segurança externa, que a norma não obriga seu uso, mas é uma alternativa viável para aumentar os fatores de proteção do box.

Importância do cálculo correto do vidro

Como já comentamos, é de extrema importância saber como calcular vidro para box, principalmente a sua espessura. Preste muita atenção, pois as placas de vidro menos espessas são, naturalmente, mais baratas, mas podem não oferecer a resistência exigida para o box de banheiro. Por outro lado, as chapas mais espessas são mais resistente, porém, são mais caras e, dependendo da espessura, deixa a estrutura mais pesada e pode comprometer a parede, ocasionando acidentes.  

Para finalizar nosso artigo sobre como calcular vidro para box, a melhor alternativa é adequar toda a obra às diretrizes recomendadas pela ABNT, em especial, na NBR 7199, que versa sobre o projeto, execução e aplicação do vidro na construção civil; e NBR 14207 – que dentre outras diretrizes, contém uma tabela com as espessuras recomendadas para vidros de segurança para box de banheiro. Em alguns casos é possível recorrer à softwares específicos, porém, é importante que esses dados sejam interpretados por profissionais experientes.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Quanto custa um box de vidro?

A melhor opção para saber quanto custa um box de vidro é solicitar orçamentos para lojas do segmento. Isso acontece porque o preço médio do box de vidro sofrerá alterações significantes dependendo do tipo de vidro escolhido, tecnologias agregadas, tamanho da estrutura, altura, modelo do box de vidro, necessidade ou não de mão de obra especializada, dentre outros. Portanto, para ter o preço do seu box de vidro com exatidão, procure um profissional do ramo.

 

Considere, por exemplo, que os tipos de vidros indicados para o box (laminado e temperado) possuem valores diferentes, o que interfere na definição de quanto custa um box de vidro. O custo médio do box de vidro modifica ainda caso o cliente opte por modelos especiais, como o box com vidro fantasia, box de vidro colorido, box jateado, dentre outros. Um profissional do ramo pode identificar suas necessidades e indicar o melhor tipo de vidro para box de banheiro pro caso.

 

Sendo assim, pra você que quer saber quanto custa um box de vidro, apesar de existir registros médios de valores publicados na internet entre R$ 370,00 e R$ 700,00 (kit convencional), saiba que o preço varia – e muito – conforme a região, anseios dos usuários e as necessidades de adequação as normas regulamentadoras. Além disso, fique atento às propostas fora da realidade do mercado, pois um box de vidro em desarmonia com as normas regulamentadoras é perigoso para todos os usuários.

Preço box banheiro vidro

Além do modelo do box, tamanho, altura, o tipo de vidro indicado para box de banheiro auxilia a compreender quanto custa um box de vidro. Considere que os vidros laminados e temperados, devido às suas qualidades singulares, custam um pouco mais caro que o vidro comum (que não pode ser utilizado no box de banheiro, lembrando!), o que reflete no valor médio do box de vidro para banheiro. Conheça um pouco mais sobre os dois modelos e entenda porque a utilização de ambos é obrigatória em box para banheiro.

Box Correr Vidro

Vidro laminado

O laminado é um dos vidros indicados para box de banheiro, segundo reza a ABNT. As características físicas desse modelo agregam resistência ao box e proteção aos usuários, pois o vidro laminado é um vidro de segurança e oferece segurança até mesmo após estilhaçado, tendo em vista que possui uma película de alta resistência que fica responsável, dentre outros, por manter os pedaços de vidros grudados a si quando a placa se fragmentar, garantindo ao menos uma abertura e fechamento total da porta do box.

Vidro temperado

Segundo os especialistas, o vidro temperado é o melhor tipo de vidro para box de banheiro. Esse modelo também é classificado como vidro de segurança e, além de ser altamente resistente à impactos mecânicos (como esbarrões), o vidro temperado oferece alta resistência às variações térmicas como as que ocorrem com frequência nos banheiros. Destacamos que os vidros temperados também se fragmentam de maneira segura aos usuários (pequenos pedaços de baixo poder de corte) e permitem a instalação de película de segurança.

 

Esperamos que tenha compreendido os diversos fatores a se considerar para determinar quanto custa um box de vidro. Caso contrário, mantenha contato com um colaborador da nossa equipe. Possuímos consultoria especializada capaz de indicar a melhor alternativa para o seu caso e realizar um orçamento preciso do preço do box de vidro para você! Vem para a SEV Exclusivv!

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Qual box de banheiro é melhor?

Quando comparamos as vantagens, benefícios, funcionalidades e opções estéticas, com certeza o box de vidro é melhor. Destacamos que o vidro oferece possibilidades difíceis de serem alcançadas em outros materiais, como o acrílico, além de ser um material totalmente seguro e de fácil manutenção (preventiva, corretiva e limpeza), durável e – quando aplicado corretamente - muito resistente. Ainda em dúvida sobre box de acrílico ou de vidro? Qual box de banheiro é melhor? Pois então acompanhe esse artigo que preparamos especialmente pra você.

Qual o melhor tipo de box para banheiro?

Para definir qual box de banheiro é melhor precisamos considerar alguns fatores, com o tamanho disponível no banheiro, decoração do local e material de fabricação. Dentre os modelos de box de banheiro mais populares temos o box de acrílico e o box de vidro. Esse cenário costuma causar dúvidas nos usuários, afinal, qual o melhor tipo de box para banheiro? Box de acrílico ou de vidro? Veja a comparação abaixo:

Box de vidro ou acrílico?

Continuando nosso artigo sobre qual box de banheiro é melhor, apesar de o box de vidro ter um custo maior, essa é a melhor opção, tendo em vista o amplo leque de possibilidades e vantagens que o vidro oferece, como podemos observar na lista abaixo destacada:

 

- O box de acrílico não oferecem grandes atributos estéticos, enquanto que o vidro agrega sofisticação e estética, pois aceita uma infinidade de personalizações para harmonizar com a decoração do espaço.

 

- A opção de layouts (modelos) do box de acrílico é limitada, diferentemente dos boxes em vidro, que podem ser em vidro curvo, box do piso ao teto, box elegance, box articulado, box de canto, dentre outros, todos com características que permitem melhor aproveitamento do espaço e decoração.

 

- O box de vidro é fácil de limpar – basta um pano com álcool ou água e sabão - desde que fabricados com vidros de qualidade, com beneficiamentos e polimentos adequados. Os boxes de acrílico, se não receber limpeza frequente, embolora rapidamente.

- A transparência do vidro amplifica a entrada de luz natural no banheiro, cenário que não acontece com os acrílicos. Destacamos ainda que a indústria possui vidros que garantem a privacidade ao mesmo tempo em que permite circulação de luz no ambiente; ou, se preferir, vidros coloridos, vidro fumê, dentre outros.

 

- O vidro é um material de deterioração que beira a zero, o que quer dizer que um box de vidro tende a durar muitos e muitos anos. Já a deterioração do acrílico é mais rápida, o que exige manutenções e trocas frequentes.

 

- Ainda falando sobre qual box de banheiro é melhor, a resistência do box do banheiro é outro fator que deve ser considerado na hora da escolha. O acrílico, comprovadamente, é menos resistente que o vidro, o que requer mais cuidado durante a manipulação da estrutura.

 

Além disso, reforçamos que o vidro para box de banheiro é super resistente, pois segundo as normas da ABNT, deve-se aplicar vidros laminados ou vidros temperados na estrutura. O vidro temperado é o mais indicado, pois oferece resistência à impactos mecânicos e às variações de temperatura como as que ocorrem com frequência nos banheiros. Fique atento! O uso do vidro comum em box de banheiro não é indicado, pois pode causar ferimentos graves em casos de quebra.

 

E para finalizar nosso artigo sobre qual box de banheiro é melhor, em qualquer escolha, box de vidro ou acrílico, sempre entregue seu projeto para equipes especializadas no assunto. Aqui, na SEV Exclusivv, você encontra profissionais qualificados e especializados em arquitetura com vidros. Sabemos qual o melhor tipo de box para banheiro e nos comprometemos a manter toda a obra dentro das normas da ABNT, garantindo assim todos os benefícios e funcionalidades que o vidro pode entregar.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Vidro Float, o que seria?

O que é Vidro Float?

Quase invisível, mas essencial para a vida moderna. O vidro float é um produto mágico e é a base para a fabricação de vários vidros especiais no mercado.

O vidro apareceu agora na indústria automobilística, nos prédios civis e em nossas residências. Por exemplo, em artigos domésticos, móveis e eletrodomésticos, telefones celulares e espelhos, o vidro desempenhou um papel importante e se tornou parte de nossa paisagem urbana, e isso está acontecendo diariamente.

Como cada tipo de vidro tem suas próprias características especiais, é possível uma ampla aplicação de vidro.

O mercado de vidro fornece vidros de segurança, como vidro temperado e vidro laminado, que possuem características específicas para evitar acidentes, reduzindo assim o risco de integridade física do usuário.

De qualquer forma, você também pode encontrar vidros com propriedades de auto-limpeza, vidros acústicos, vidros inteligentes, vidros térmicos. Enfim, a lista é enorme e discutimos as peculiaridades de vários deles no blog.

Bem, como mencionado acima, cada tipo de vidro tem certas características, essenciais para satisfazer qualquer demanda.

Por exemplo, o vidro autolimpante é muito adequado para a construção de fachadas, porque a luz do sol e a chuva podem efetivamente limpar o vidro, evitando horas de trabalho manual.

A maioria dos vidros especiais vem do vidro float. Também conhecido como vidro plano ou vidro comum, é usado como vidro base e alterado para obter diferentes características.

Por exemplo, o vidro temperado é um vidro comum/float que resistiu a temperaturas extremamente altas (têmpera), resultando em um aumento de 7 vezes a resistência do vidro e, se quebrado, produzirá fragmentos redondos, diminuindo assim a possibilidade de causar um acidente.

A fabricação de vidro comum evoluiu com o tempo. A produção de fragmentos de vidro transparente, tipo cristal requer exatidão delicada.

Esse tipo de vidro traz alguns desafios, e até os especialistas admitem que esses desafios os confundem, afinal o vidro é líquido ou sólido?

No passado, o vidro fundido era espremido entre os cilindros para atingir o tamanho necessário. No entanto, esse processo deixou arranhões profundos na placa de vidro, o que exigiu polimento manual posteriormente, resultando em retrabalho desnecessário.

Com o desenvolvimento da indústria, esse procedimento não é mais usado. Atualmente, a indústria do vidro utiliza o material básico (sílica) para fabricar vidro a partir do zero, com uma espessura de milímetros, cristais transparentes e sem riscos.

Vidro Float

Sistema Float - Vidro flutuante

Os sistemas floats apareceram na Grã-Bretanha nos anos 50. Foi criado por Alastair Pilkington e consiste em despejar blocos de vidro em um banho de estanho derretido, de modo que o vidro flutua no estanho. Portanto, o nome "float", flutuador é traduzido do inglês.

A razão para usar o estanho é que o estanho derrete a uma temperatura baixa e tem um alto ponto de ebulição e, por ser mais denso que o vidro, os dois componentes podem desfrutar do mesmo banho. O vidro flutua no estanho derretido de maneira semelhante ao óleo na água, porque eles não se misturam.

O sistema de flutuação que originalmente produzia vidro com espessura limitada agora pode produzir vidro de diferentes espessuras.

A placa de vidro solidifica-se a uma taxa controlada. Após o resfriamento (também controlável), o processo final apresenta flocos de vidro cristalizados e uniformes.

O controle de resfriamento do vidro float é muito preciso. O vidro precisa ser resfriado lentamente. Geralmente, um mecanismo de resfriamento é instalado em um espaço específico. Isso ocorre porque, se o vidro esfriar muito rápido, ele se tornará rúptil e muito quebradiço.

Após o aquecimento, e sujeitado ao banho de estanho, o alongamento, o resfriamento e a lavagem, o vidro flutuado pode ser usado em quase vários campos.

A partir de então, ele será enviado ao cortador automático e encaminhado para o galpão de armazenamento, de onde sairão para formar vários itens. O vidro float é comumente usado em edifícios, escritórios e casas.

Em suma, o vidro float é apenas um vidro plano e reto. Como base para todas as mudanças no mercado: temperado, insulado, laminado, curvo, espelho, entre outros.

O sistema de vidro float é o padrão mundial para a fabricação de vidro plano de alta qualidade.

Vidro Float é na SEV Exclusivv

O vidro sempre nos proporcionará uma melhor visão do mundo. E a Sev Exclusivv pode absorver essa visão tão claramente quanto o vidro.

No curso de mais de dez anos de trabalho profissional no campo de vidro, a Sev Exclusivv possui uma compreensão especial do campo de vidro.

Todos os nossos produtos são certificados pelas agências de inspeção, trabalhamos com uma equipe de alta qualidade e máquinas específicas para fornecer os melhores produtos do mercado, como vidro float e seus derivados. Mantenha contato com nossa equipe e esclareça suas dúvidas.

Nossa equipe tem o prazer de indicar a melhor opção para o seu projeto.Na SEV Exclusivv, sua ideia aconteceu!
"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Qual espessura ideal para cobertura de vidro?

A espessura ideal para cobertura de vidro dependerá de fatores como o vão a ser coberto (que definirá o tamanho da chapa de vidro), o tipo de vidro utilizado, caimento do telhado, etc. Geralmente utiliza-se placas de vidro com espessura de 10 mm, porém, isso não é uma regra, pois em alguns casos será necessário placas mais ou menos espessas. A melhor alternativa é consultar empresas especializadas, pois para saber qual espessura ideal para cobertura de vidro corretamente é preciso muita experiência no ramo.

Espessura de vidro para cobertura

A espessura do vidro para cobertura depende, dentre outros fatores, do tamanho da placa de vidro exigido. Geralmente, se o vão for de até 2,00 m x 1,10 m, a espessura indicada será de 10mm. Entretanto isso pode não ser suficiente para estruturas especiais que suportarão cargas atípicas, por exemplo. Ainda falando sobre qual espessura ideal para cobertura de vidro, quando possível o indicado é que utilizem módulos com 3,20m, pois essa configuração facilita as projeções, evita desperdício de vidro e diminui o valor final da obra!

 

Apesar de não existir uma norma regulamentadora específica para cobertura de vidro, a estrutura precisará se adequar a NBR 7199 e as demais relacionadas ao universo do vidro. É muito importante que a estrutura seja projetada por especialistas para anular as chances de erro, sendo assim, o profissional precisará analisar cada detalhe, como tubulações, caimento do telhado, anseios dos usuários, custo x benefício, dentre outros; ou seja, para saber qual espessura ideal para cobertura de vidro é preciso considerar diversos fatores.

Qual o vidro ideal para cobertura

Em qualquer situação o vidro escolhido precisará conter laminação (vidro laminado), pois essa é uma exigência da ABNT (NBR 7199 – utilização de vidros em telhados) para garantir a segurança de todos. Nesse momento é preciso lembrar que os vidros laminados podem ganhar atributos que interagem com o conforto térmico, alívio acústico, autolimpantes, diversos níveis de transmissão luminosa, estética, etc.

 

Ainda falando sobre qual espessura ideal para cobertura de vidro, a falta de estudos do projeto, ausência de adequação da obra às normas regulamentadoras e/ou a pouca experiência dos executores pode resultar em desastre total. Além disso, é de suma importância que os usuários determinem as manutenções preventivas pelo menos uma vez ao ano; e que tanto as manutenções corretivas quanto as preventivas sejam realizadas por pessoas habilitadas, de preferência, um profissional do ramo.

FAQ – Perguntas e Respostas

Qual a espessura do vidro para pergolado?

Determinar a espessura ideal para pergolado depende de fatores como tamanho do vão a ser coberto, tipo de vidro a ser utilizado, caimento da estrutura, etc. Geralmente, indica-se vidros de 08mm a 10mm, mas esse cenário não é uma regra, pois quanto maior o vão, maior tende a ser a espessura do vidro. A melhor alternativa é consultar um profissional habilitado.

Qual tipo de vidro para telhado?

Os tipos de vidros indicados para telhado são o vidro laminado, vidro aramado e vidro duplo (composto pelos vidros permitidos). O vidro temperado só pode participar de estruturas como telhados se conter laminação (vidro laminado de temperados).

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.