Chegou a hora de escolher os vidros da sua obra e está em dúvidas sobre qual vidro de segurança utilizar? Vidro laminado e temperado? Entenda as diferenças nesse artigo, pois apesar de pertencerem à mesma categoria, os vidros temperados e vidros laminados são tipos especiais de vidro projetados para oferecer propriedades distintas em termos de resistência e segurança. Vamos entender um pouco mais sobre cada um deles.

Vidro temperado ou vidro laminado? Qual usar?

A escolha entre vidro laminado e vidro temperado depende das necessidades específicas do projeto e do ambiente em que serão utilizados. Antes de escolher entre um e outro modelo, é importante avaliar as prioridades do projeto, considerando fatores como segurança, resistência, aplicações específicas e orçamento disponível. Para isso é importante contar com a ajuda de equipes que saibam todas as diferenças entre vidro laminado e vidro temperado.

Em alguns casos, por exemplo, uma combinação de ambos os tipos de vidro pode ser recomendada para atender a diferentes requisitos em áreas distintas do projeto. O vidro laminado de temperados é uma alternativa para ambientes que precisam conciliar as diferenças entre o vidro temperado e o vidro laminado em uma mesma aplicação. Legal, né? Veja abaixo um pouco mais e entenda as diferenças.

Vidro temperado

Começando a explicar as diferenças entre o vidro laminado e vidro temperado, os vidros temperados passam por um processo chamado têmpera, no qual são aquecidos a altas temperaturas e, em seguida, resfriados rapidamente. Esse tratamento confere ao vidro temperado uma resistência até cinco vezes maior do que o vidro comum e, em caso de quebra, se fragmenta em pequenos pedaços de baixo poder de corte, reduzindo os riscos de ferimentos.

Onde usar vidro temperado?

Ainda falando sobre as diferenças entre vidro laminado e vidro temperado, a técnica utilizada nos vidros temperados faz com que o modelo seja escolha ideal para locais que exigem maior segurança contra choques mecânicos, como:

- Portas e janelas,

- Box de banheiro

- Fachadas de edifícios.

- Divisórias, muros de vidro

- Artigos decorativos (decoração funcional).

Sua resistência a altas temperaturas também o torna adequado para aplicações em ambientes sujeitos a mudanças térmicas intensas, como box de banheiro. Da mesma forma, a composição molecular do vidro temperado o torna em ótima alternativa para aplicações que precisam suportar grandes pressões do vento.

Muro de Vidro Temperado

Como é fabricado o vidro temperado?



As placas de vidros temperadas são submetidas à um tratamento especial que causa tensão das moléculas da massa vítrea e garante uma resistência absurda para a placa de vidro. Dando continuidade ao nosso artigo sobre as diferenças entre vidro laminado e vidro temperado, como já comentamos, o vidro temperado é submetido à um processo de têmpera, onde é aquecido e resfriado rapidamente.

Quando aquecido, o vidro expande suas moléculas devido ao calor; por outro lado, quando resfriado, os jatos de água fria cria uma camada física na superfície do vidro que serve como barreira para essa expansão molecular – que continua acontecendo, afinal de contas, o interior do vidro ainda se mantém super quente.

Essa situação cria uma tensão na massa do vidro e, após resfriado totalmente, o resultado é uma placa de vidro muito resistente e, consequentemente, durável. Vale destacar que essa tensão faz com que o vidro temperado, quando quebrado, se fragmente diferentemente de outros modelos de vidro, pois quando esses pontos são alcançados, a tensão é liberada repentinamente e o vidro se parte em vários pedaços pequenos e de baixo poder de corte.

Vidro laminado

O vidro laminado é composto por duas ou mais lâminas de vidro interligadas por uma película plástica. Essa película atua como uma camada de segurança, mantendo os pedaços de vidro unidos em caso de quebra. Isso evita que o vidro se estilhace completamente, proporcionando maior segurança. Por esse motivo, principalmente, os vidros laminados são considerados coringa na arquitetura e costuma ser mais caro que outros modelos.

Onde usar vidro laminado?

As aplicações do vidro laminado são diversas, pois a capacidade de manter fragmentos unidos oferece um nível adicional de segurança em situações diversas. Por isso o vidro com laminação é frequentemente utilizado para compor:

- Portas e janelas,

- Telhados, marquises, coberturas e claraboias,

- Fachadas,

- Guarda-corpos,

- Envidraçamento de sacadas,

- Divisórias, muros de vidro

O vidro laminado pode ser tão resistente a ponto de esse modelo ser utilizado para compor piscinas, visores de zoológico, dentre outros. Além disso, o vidro laminado pode ter propriedades de redução de ruído e proteção contra raios UV, dependendo da composição da película.

 Vidro Laminado Guarda Corpo 

Como é feito o vidro laminado

Ainda falando sobre as diferenças entre vidro laminado e vidro temperado, vamos explicar como é feito o vidro laminado. Como já comentamos no decorrer desse artigo, esse modelo é o resultado da junção de duas ou mais placas de vidro através de uma película ultra aderente acomodada entre vidros. Esse “sanduíche” é submetido ao calor e se une em uma só placa.

A película ultra aderente – geralmente o PVB – é agregada à placa de vidro e fica responsável por trazer flexibilidade e resistência para o vidro, bem como de proporcionar segurança para os usuários das aplicações envidraçadas, pois sua principal tarefa é segurar os pedaços de vidros a si caso a placa de vidro laminado se quebre. Destacamos também que a película plástica pode ter propriedades acústicas ou de conforto térmico. Legal, né?

Portanto, para você que procura entender as diferenças entre vidro laminado e vidro temperado, saiba que enquanto o vidro temperado destaca-se por sua resistência superior e comportamento mais seguro em caso de quebra, o vidro laminado é reconhecido pela capacidade de manter os fragmentos unidos, oferecendo segurança adicional. A escolha entre eles dependerá das necessidades específicas do projeto e das condições de aplicação.

Esse é o principal motivo pelo qual devemos procurar os serviços de equipes especializadas no assunto, como nós, da SEV Exclusivv. Por aqui sabemos todas as diferenças entre vidro laminado e vidro temperado e você terá o auxílio adequado entender quais as suas principais necessidades e qual vidro usar, vidro laminado ou vidro temperado? Ou ainda, o vidro laminado de temperados! Fique atento, mantenha contato com nossa equipe!

 
"

O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos

"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Cuidado com guarda-corpo de vidro temperado

Segundo determinam as normas da ABNT, o guarda corpo precisa ser fabricado com vidros laminados, vidros aramados ou vidros duplos. Fique atento e tome cuidado com guarda-corpo de vidro temperado, pois este tipo de vidro não possui as características exigidas para esse modelo de estrutura envidraçada. O vidro temperado só pode ser utilizado em guarda-corpos caso possua laminação (vidro laminado de temperados).

Pode fazer guarda-corpo de vidro temperado?

Apenas para contextualização, o vidro temperado é classificado como vidro de segurança, porém, essa classificação não o habilita a participar de algumas aplicações, como o guarda-corpo. Isso acontece porque os vidros temperados possuem a característica de se fragmentar por completo em casos de quebra, deixando o vão onde estava completamente aberto.

Esse cenário não é adequado para guarda-corpos, pois a estrutura necessita que o vidro se mantenha suspenso a ela até mesmo em casos de quebra da placa. Se usarmos vidro temperado para fazer guarda-corpo e ele se quebrar, os fragmentos se desprenderão totalmente, deixando o vão - que deveria se manter protegido - aberto e perigoso. Por isso é preciso tomar cuidado com guarda-corpo de vidro temperado.

Qual vidro usar em guarda-corpo?

O guarda-corpo precisa ser fabricado com o auxílio de vidros laminados e vidros aramados. Esses dois tipos de vidro são pensados e fabricados para segurar os pedaços de vidro no lugar em casos de estilhaçamento – como se fosse uma rede de segurança. Isso quer dizer que o uso de vidros laminados e aramados em guarda-corpos é exigido porque mantém o vão fechado até mesmo em casos de fragmentação do vidro, evitando acidentes.

Apesar de ambos os modelos possuir resistência equivalente e se fragmentarem de forma segura, o vidro laminado é o mais utilizado em guarda-corpo. A explicação pode ser por questões estéticas, tendo em vista que o vidro aramado possui uma malha metálica visível acoplada em sua massa vítrea. Além disso, o vidro laminado é um vidro popular no segmento arquitetônico, o que também pode contribuir para o seu amplo uso em guarda-corpos.

Ainda esclarecendo porque ter cuidado com guarda-corpo de vidro temperado, é sempre bom reforçar que a aplicação e utilização do vidro na construção civil é direcionada pelas normas da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, principalmente na NBR ABNT 7199 – Vidros na construção civil. Cumprir as normas regulamentadoras garante a qualidade dos materiais utilizados, a segurança de instaladores e usuário e evita problemas de funcionalidade no futuro.

Também é importante lembrar que a projeção de estruturas arquitetônicas fora das normas da ABNT é proibida e os responsáveis (arquitetos ou engenheiros, por exemplo) podem ser responsabilizados por possíveis acidentes decorrentes da não observância das normas. Fique atento! Continue a leitura e entenda porque devemos ter cuidado com guarda-corpo de vidro temperado.

Guarda Corpos de Vidro para EscadaCaracterísticas do vidro temperado

Os vidros temperados são reconhecidamente mais resistentes que os vidros comuns. Sua resistência atípica, suas propriedades físicas e o fato de se estilhaçar de maneira segura habilitam o vidro temperado a ser categorizado como vidro de segurança. Porém, esse modelo não é indicado para instalar em guarda corpos. Isso mesmo, é preciso ter cuidado com guarda-corpo de vidro temperado.

Isso acontece, basicamente, porque o vidro temperado, após fragmentado, não mantém sua integridade estrutural. Apesar de se estilhaçar em pequenos pedaços de baixo poder ofensivo, quando quebrado seus fragmentos se espalham por todo o ambiente devido ao acúmulo de tensão presente na massa do vidro, o que representaria um perigo para a segurança das pessoas, pois o vão do guarda corpo ficaria desprotegido.

Há de lembrar que o guarda-corpo desempenha um papel importante na segurança da uma estrutura, pois é projetado para suportar cargas e fornecer proteção contra quedas de pessoas e objetos. Nesse cenário, quando o vidro temperado é usado em guarda-corpos, sua quebra pode comprometer a capacidade do guarda-corpo de cumprir sua função de segurança porque os fragmentos vão se soltar da estrutura e, com isso, aumenta consideravelmente o risco de quedas.

Ainda falando sobre o cuidado com guarda-corpo de vidro temperado, esse cenário pode ser diferente caso o vidro temperado contenha laminação. Chamado de vidro laminado de temperados, esse modelo une os principais benefícios do vidro laminado e vidro temperado, pois é fabricado a partir da união de duas (ou mais) placas de vidro temperado através de uma película ultraderente (geralmente, de PVB).

A ABNT cita que as estruturas em vidro duplo também podem compor o guarda-corpo. Como sabemos, os vidros duplos são aplicações que aceitam duas lâminas de vidro que vão acomodadas espaçadas e paralelamente, trazendo maior conforto para os usuários. Mas lembramos que o guarda-corpo de vidro duplo deve ser composto por vidro laminado ou aramado.

Qual a norma para guarda-corpo de vidro?

Há de esclarecer que, para os efeitos das normas, a definição de guarda-corpo é o elemento construtivo de proteção para bordas de sacadas, escadas, rampas, mezaninos e passarelas com ou sem vidros. Pode ser referenciado como gradil e balaustrada. Ainda alertando para ter cuidado com guarda-corpo de vidro temperado, existem várias normas para guarda-corpo publicadas pela ABNT, com destaque para:

ABNT NBR 14718 - Dita as condições exigíveis de guarda-corpos para edificações para uso residencial e comercial.

ABNT NBR 7199 – Indica os vidros a serem utilizados na construção civil e arquitetura, com diretrizes que abrangem o projeto, a execução e aplicações. Também determina a espessura do vidro a ser aplicado.

Guarda Corpo é na SEV Exclusivv!

Considerando todas as normas e regras de instalação vigentes, é preciso escolher a melhor alternativa para garantir a segurança e qualidade do serviço. Nesse sentido, procurar serviços especializados é a opção mais recomendada. Nós, da SEV Exclusivv, somos especialista em instalação de guarda-corpo. Com uma equipe de mão de obra altamente qualificada, asseguramos não apenas a conformidade com as normativas técnicas, mas também a excelência na execução do projeto.

"

O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos

"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Quais os tipos de divisórias corporativas?

O mercado trabalha com divisórias corporativas fabricadas em diferentes materiais e/ou com configurações (layouts) diversas. A escolha pelo melhor tipo de divisória corporativa dependerá unicamente dos desejos e necessidades dos usuários, espaço físico, estilo arquitetônico presentes e orçamento disponível. Para melhor auxiliar na sua escolha, acompanhe esse texto e saiba quais os tipos de divisórias corporativas mais comuns e suas características.

Tipos de divisórias de ambientes corporativos

 Para determinar quais modelos de divisórias utilizar no seu ambiente é importante se atentar a alguns fatores para usufruir o máximo possível da aplicação. Antes de escolher o tipo de divisória para sua empresa verifique antes o espaço disponível, nível acústico desejado, a necessidade de flexibilidade das divisórias, iluminação do local, o impacto das barreiras visuais para o ambiente de trabalho, custo total da propriedade, etc.Para isso é importante fazer um estudo do ambiente com o auxílio de profissionais que sabem quais os tipos de divisórias corporativas e suas características. Isso acontece porque existem diferentes modelos de divisórias disponíveis no mercado; e as diferenças estão presentes principalmente nas variações de layout e do material de fabricação – um fator que interage diretamente com a resistência, durabilidade e custo-benefício da divisória.Ao se observar e considerar todos esses fatores existe grandes chances de que estaremos escolhendo o melhor tipo de divisória empresarial, que atenda a nossa necessidade pessoal e às necessidades do cotidiano empresarial, proporcionando um ambiente de trabalho eficiente, seguro e totalmente agradável. Observações feitas, veja abaixo quais os 04 tipos de divisórias corporativas empresariais mais populares atualmente:

01 - Divisória de vidro

As divisórias em vidro são as principais buscas por quem deseja delimitar ambientes corporativos devido à sua estética singular e as funcionalidades que o vidro pode proporcionar. Além disso, o vidro é um ótimo aliado da economia de energia e permite a criação de divisórias físicas sem barreiras visuais – um cenário interessante para empresas, pois traz amplitude visual e permite interação visual entre os colaboradores.Há de lembrar também que a divisória de vidro corporativo é uma aliada na busca pelo conforto e privacidade acústica, uma alternativa bem vista para espaços como salas de reuniões e sala da diretoria. Além disso, as divisórias de vidro para empresas aceitam personalizações, como a impressão de logotipo, marca d’água ou até o uso de vidros coloridos – o que garantiria privacidade visual.Outro benefício que faz com que a divisória de vidro encabece nossa lista sobre quais os tipos de divisórias corporativas está no fato de que esse modelo se adapta facilmente a qualquer estilo decorativo ou arquitetônico. Essa característica aumenta as vantagens da divisória feita de vidro e agrega valor comercial à edificação, o que representa uma ótima relação de custo benefício.Aos desavisados, reforçamos que o vidro há muito tempo deixou de ser considerado um material frágil. Com a tecnologia atual é possível utilizar placas de vidro como elementos estruturais de alta resistência e durabilidade. Mas para isso é preciso aplicar os vidros adequados conforme determinam as normas regulamentadoras. Em caso de dúvidas consulte profissionais especializados que sabem quais os tipos de divisórias corporativas e as vantagens que o vidro pode oferecer.Antes de comentar sobre o próximo tipo de divisória empresarial corporativa, é válido esclarecer que as divisórias de vidro aceitam todos os tipos de layouts (como divisória do piso ao teto, divisória com porta ou divisórias sanfonadas). As opções são inúmeras, tudo dependerá dos anseios dos usuários e necessidades do ambiente corporativo! Consulte um profissional do ramo!

02 – Divisória de PVC

As divisórias corporativas de PVC se destacam pela praticidade, sendo uma escolha versátil que se adapta facilmente a diferentes ambientes corporativos. Um dos principais atrativos desse material é a facilidade de limpeza, pois, de acordo com alguns fabricantes, água e detergente neutro são suficientes para a manutenção diária; entretanto, é preciso atenção para o material não ganhar tonalidades amareladas (manchas).Ainda falando sobre quais os tipos de divisórias corporativas, as divisórias de PVC oferecem isolamento acústico (moderado). Essa característica é especialmente valorizada em ambientes de trabalho, pois contribui para um espaço mais confortável e produtivo. Apesar de sua funcionalidade, é importante notar que as divisórias de PVC podem apresentar um design mais simples em comparação com outras opções disponíveis no mercado, além de serem menos resistentes – quando comparadas com o vidro, por exemplo.

03 – Divisórias de madeira

Outro modelo que não pode ficar fora de nossa lista sobre quais os tipos de divisórias corporativas mais populares são as divisórias em madeira. Esse modelo oferece uma variedade de opções, sendo uma escolha versátil para ambientes corporativos. A divisória corporativa em madeira confere um toque mais rústico e pode apresentar estilos variados em relação ao design, formato e recortes das divisórias.As divisórias de madeira podem ser lisas ou trabalhadas, inteiras ou vazadas. A melhor alternativa é a madeira maciça, uma escolha ideal para quem busca adicionar sofisticação e autoridade ao ambiente, como é o caso de escritórios de advocacia. Além disso, a madeira maciça oferece um eficiente isolamento acústico, absorvendo o som de maneira eficaz.

04 – Divisória de gesso

As divisórias corporativas de gesso são alternativas para criar barreiras visuais para locais privativos. Também é alternativa para quem busca um isolamento térmico mais eficaz - a sugestão é utilizar chapas com placa de gesso, aumentando a espessura do material. A estrutura composta por placas maiores e uma estrutura mais larga pode ser adaptada a diferentes designs, permitindo a incorporação de aberturas, nichos para objetos ou pontos de iluminação.E para enriquecer nosso artigo sobre quais os tipos de divisórias corporativas, é crucial destacar que, ao optar por esse material, é necessário considerar a realização de manutenções periódicas, pois a divisória de gesso pode amarelar com facilidade ao longo do tempo. E já finalizando nosso artigo, lembramos que a esses materiais é possível combinar configurações (layouts) diversos, como por exemplo, a divisória do piso ao teto, divisória móvel, divisória articulada (sanfonada), divisória inteligente, etc.
"

O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos

"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.