Blog

Vidro temperado

Um dos vidros de segurança mais requisitados na indústria vidreira, o vidro temperado é diferenciado por ser altamente resistente a choques, impactos e pressão mecânica. Além do mais, nos raros casos de quebra se estilhaça em pequenos pedaços não pontiagudos, incapazes de provocar grandes lesões. Essas características, aliás, é o que torna os vidros temperados em vidro de segurança.

Em segmentos como os da arquitetura e construção civil, o vidro temperado é de extrema valia, justamente pela sua resistência e características de segurança. Também é preciso lembrar que as normas regulamentadoras exigem que determinados elementos sejam projetados com vidros temperados – Ver Norma ABNT NBR 14.698 e ABNT NBR 7199 (Vidros na construção civil – Projeto, execução e aplicações).

Vidro temperado o que é

Os vidros temperados são o resultado da submissão das placas de vidro comuns (sem beneficiamentos) às altas temperaturas de fornos especiais (têmpera). Na têmpera, a temperatura atinge mais de 600 graus em média.

As altas temperaturas causam tensão no vidro, expandindo as moléculas de seu interior e aumentando a compressão das zonas superficiais do vidro.  Ao ser resfriada com jatos de ar frio de alta pressão, a superfície do vidro se enrijece rapidamente, mantendo seu interior quente e expandido.

Isso quer dizer que as paredes da placa se solidificam ao mesmo tempo em que seu interior se mantém quente, com as moléculas tensionadas. Após o término do resfriamento, essa tensão acumulada internamente entra em sintonia com a compressão, garantindo resistência de até 05 vezes maior – quando comparado com o vidro comum.

Além do mais, a têmpera também é responsável por fazer com que os vidros temperados, quando quebrados, se estilhacem em inúmeros pedaços pequenos e sem ponta, garantindo seu status de vidro de segurança.

Vidro Temperado vantagens

Esse tipo de vidro é versátil e pode ser utilizado em áreas internas e externas. Tecnicamente, é indicado para locais onde haja fluxo de pessoas, mas é preciso lembrar que esse modelo de vidro só pode ser instalado acima do peitoril, para evitar acidentes, já que uma das particularidades desse vidro é se estilhaçar por completo, e isso deixaria o vão aberto, por exemplo.

Outra das vantagens do vidro temperado está no fato de ser o único vidro resistente o suficiente para ser aplicado em projetos que necessitam de peças de vidro inteiras, sem a utilização de caixilhos, pois além de maior rigidez, esse modelo de vidro também apresenta maior resistência térmica, flexibilidade, flambagem, resiste à torção e suporta pesos elevados.

Essas vantagens tornam os vidros temperados em ótimas alternativas para aqueles usuários que desejam amplificar as características protetivas de um ambiente. Não por acaso os vidros temperados são frequentemente utilizados em:

– Vitrines;

– Muros de vidro;

– Box de banheiro

– Sacadas;

– Portas e janelas;

– Fechamento de vãos;

– Armários;

– Divisórias de ambientes;

Vidro temperado laminado

Aqui também cabe relembrar que, dependendo da estrutura e da finalidade, os vidros temperados terão que ser utilizados em conjunto da laminação (vidro temperado laminado). A laminação, além de aumentar a resistência da placa de vidro, garante que os pedaços do vidro não se espalhem pelo ambiente, mantendo determinado vão fechado.

Vidro temperado pode ser cortado

Outro ponto a ser abordado está no fato de que o vidro temperado não pode ser cortado, moldado ou furado.

Essa é uma das razões para sempre adquirir vidros temperados de empresas sérias e especializadas, pois o projeto deve ser bem elaborado, de modo que qualquer corte, polimento ou lapidação seja realizado antes de encaminhar o vidro para a têmpera, pois depois de temperado qualquer tentativa de corte poderá causar o estilhaçamento completo da placa.