Blog

Guarda-Corpos de Vidro: Normas técnicas e onde utilizar

Guarda Corpo de vidro

Como o termo indica, o guarda-corpo tem o objetivo de proteger os usuários em ambientes com desníveis elevados – como mezaninos, varandas, passarelas e escadas. Quando projetados com vidros os guarda-corpos trazem inovação e versatilidade aos espaços, se tornando alternativas para composição de ambientes seguros e esteticamente agradáveis.

É de extrema importância que as estruturas sejam projetadas dentro das normas técnicas para garantir que todos os benefícios do guarda-corpo de vidro estejam presentes, inclusive segurança apropriada e o máximo da usabilidade do elemento. Por esse motivo comentaremos um pouco mais sobre onde utilizar o guarda-corpos de vidro e normas técnicas relacionadas.

Guarda-corpos de vidro – onde utilizar

É imprescindível – e obrigatório – que ambientes com desnivelamento maior que 01 m sejam equipados com guarda-corpos. Por esse motivo a estrutura geralmente está presente nas bordas de:

Escadas

– Mezaninos

– Varandas

– Piscinas

– Passarelas

– Sacadas

O guarda-corpo de vidro, corriqueiramente, faz parte da decoração do ambiente. Com a possibilidade de ser fabricado de diferentes formas os guarda-corpos em vidro se tornaram tendência arquitetônica ao unir fatores funcionais, protetivos e estéticos, qualidades essenciais e bem quistas para esse tipo de aplicação.

Vale lembrar que a tecnologia atual deu vida à vidros com diferentes tipos, formas e espessuras, cenário que contribui positivamente para a liberdade artística e a criatividade dos arquitetos, resultando em guarda-corpos de vidro que são verdadeiras obras de arte. Talvez isso explique porque o guarda-corpo de vidro está cada vez mais presente em residências e empresas de todo o mundo.

Norma ABNT para Guarda corpo de vidro

Os guarda corpos, de um modo geral, devem seguir as normas da ABNT NBR 14718, que determina as condições e exigências para a instalação de guarda corpo em segmentos residenciais e comerciais – executando passarelas urbanas com possibilidades de grandes aglomerações.

Vale lembrar que a NBR 14718 deve ser combinada com outras normas para garantir a segurança e usabilidade do guarda-corpo. Por esse motivo, quando o caso for guarda-corpos de vidro, a ABNT 14718 deve ser harmonizada com a NBR 7199 – que versa sobre a aplicação de vidros na construção civil.

De forma resumida, a NBR 7199 dita que os vidros indicados para guarda-corpo devem ser laminados, aramados ou vidro duplo composto por um destes modelos citados. A utilização de placas de vidro temperado de laminados também é permitida, porém, o vidro temperado (sem laminação) não pode ser utilizado no guarda corpo em vidro.

Além disso, a norma para guarda-corpo cita que, no caso de utilização de vidros, os encaixes devem estar livres de gordura, oxidação, poeira, umidade ou outras impurezas. Também não é aconselhável manter as chapas de vidro em contato entre si ou com as peças de metal ou alvenaria.

É importante lembrar que a adaptação do projeto às normas da ABNT é essencial para a segurança do elemento e, por esse motivo, precisa ser estudado com cautela. Ao instalar guarda-corpos de vidro opte por equipes especializadas que possam garantir que toda a obra ficará dentro às diretrizes da ABNT.