Qual tipo de vidro mais resistente?

Os vidros temperados são considerados os vidros mais resistentes de fácil acesso no mercado. O vidro temperado é em média cinco vezes mais resistente que um vidro comum com as mesmas dimensões e abrange fatores mecânicos (choques/impactos), flexibilidade e variações térmicas. Quando quebrado, o modelo se fragmenta em pedaços pequenos de baixo poder de corte, razão que contribui para ser categorizado como vidro de segurança. Veja qual tipo de vidro mais resistente e suas características nesse artigo!

Vidro temperado - Resistência, funcionalidade e segurança

O vidro temperado é popular no mercado devido às suas propriedades combinadas de resistência, funcionalidade e segurança oferecida aos usuários. Não por acaso esse modelo é classificado como vidro de segurança, pois se trata de um vidro que se quebra de maneira segura aos usuários. Esse leque de benefícios do vidro temperado é alcançado graças ao seu modo de fabricação, que – como o nome indica – se aproveita da técnica de têmpera.

Para entender qual tipo de vidro mais resistente, a têmpera consiste em submeter a placa de vidro à fornos escaldantes, porém, com controle de temperatura e, na sequência, o vidro recebe um grande choque térmico. O calor dos fornos expande as moléculas do vidro, entretanto, o choque térmico resfria e enrijece sua superfície, criando obstáculo para a expansão molecular - pois o centro do vidro se mantém quente. Esse cenário provoca tensão no vidro, responsável por trazer a resistência elevada da placa temperada.

Ainda comentando sobre qual tipo de vidro mais resistente, essa tensão também faz com que o vidro temperado, ao ser quebrado, espalhe seus fragmentos pelo ambiente. Isso acontece porque, ao ser submetido à impactos fortes o suficiente para criarem um stress que interaja com esses pontos de tensão, esta é liberada de uma forma que estilhaça por completo a placa de vidro. É por esse motivo, por exemplo, que o vidro temperado não pode ser cortado ou furado (após a têmpera) e, dessa forma, todas as placas devem ser feitas com medidas e dimensões exatas.

Quais são as diferenças entre o vidro comum, temperado e laminado?

É importante saber a diferença entre o vidro comum, temperado e laminado, pois como sabemos, para cada finalidade existe um tipo de vidro. Veja e entenda mais sobre qual tipo de vidro mais resistente.

Vidro comum: O vidro comum é a base de tudo. Também denominado de vidro float ou vidro plano, o modelo pode ser aplicado em alguns modelos de portas, janelas, divisórias, geralmente, quando os vidros forem instalados acima de 1,10 m acima do piso e devem ser encaixilhados ou colados em todo o perímetro. Além disso, serve de base para a criação de outros tipos de vidros, como os modelos abaixo.

Vidro laminado: O vidro laminado é fabricado a partir de duas (ou mais) placas de vidro comum intercaladas por película(s) de PVB, unidas através do calor. Esse conjunto garante placas de vidros resistentes e que mantém os fragmentos de vidros suspensos à estrutura - devido à alta aderência e flexibilidade do PVB. Não por o laminado é um vidro de segurança e indicado para participar de diversas aplicações.

Vidro temperado: Para finalizar nosso artigo sobre qual tipo de vidro mais resistente, como vimos, o vidro temperado é submetido à técnica de têmpera, que cria tensão molecular na massa vítrea e, como consequência, garante seus predicados de resistência e segurança. As características do modelo habilita o vidro temperado a participar de aplicações como box de banheiro, fachadas, portas, janelas e outros.

Qual tipo de vidro mais resistente?

FAQ – Perguntas e Respostas

- O que é o vidro temperado?

O vidro temperado é um vidro de segurança em média cinco vezes mais resistente que um vidro comum da mesma espessura e tamanho. Sua resistência é alcançada graças a submissão do vidro à técnica da têmpera e abrange fatores mecânicos, térmicos e de flexibilidade, dentre outros.

- Quando usar vidro temperado?

Considerando suas características físicas, o vidro temperado pode ser usado em estruturas como box de banheiro, janelas, portas; também pode ser aplicado na fabricação de tampos de mesas, peças decorativas, etc. Na arquitetura, as normas regulamentadoras da ABNT indicam quando usar o vidro temperado.

 
"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.