Como prender vidro?

A técnica adequada para prender o vidro depende de fatores como o tipo de aplicação, modelo de vidro, estética pretendida e, principalmente, das exigências das normas regulamentadoras. É preciso ainda experiência e conhecimento sobre os modelos de vidros indicados para cada estrutura, e dessa forma, definir a melhor maneira de fixar o vidro. Por isso, a principal alternativa nesses casos consiste em procurar empresas ou profissionais que sabem como prender vidro.

 

Isso acontece porque não existe uma tabela de instruções gerais para fixação de vidros. É preciso analisar cada caso particularmente, com um olhar dedicado, para ser capaz de realizar a melhor instalação do vidro possível. Arquitetura com vidros é coisa séria e uma escolha de vidro errada ou um simples erro de cálculo, por milimétrico que seja, pode comprometer a estrutura e a segurança dos usuários – além de gerar gastos extras para consertar o erro.

 

Caso esteja com dúvidas sobre como prender vidro, mantenha contato com um colaborador Sev Exclusivv. Possuímos consultoria especializada, mão de obra experiente e maquinários de primeira linha para oferecer o melhor serviço relacionado a arquitetura com vidros. Não comprometa sua estrutura, acesse nosso site e conheça os serviços prestados por nossa equipe. Veja abaixo algumas considerações sobre fixação de vidros em alguns tipos de materiais.

Como prender vidro na janela

A técnica de como fixar vidro em janela requer experiência e alguns cuidados. Para fixação com massa de vidraceiro, destacamos que o tamanho ideal do vidro deve considerar uma pequena folga na estrutura - como se ele estivesse solto - porque se ficar totalmente justo e encaixado as chances de o vidro se quebrar são muito grandes.

 

Lembramos que o vidro comum pode ser aplicado em janelas de qualquer pavimento, desde que os vidros estejam instalados acima de 1,10 m em relação ao piso, e ainda assim deve ser encaixilhado ou colado por todo o perímetro. Para janelas com outras características – como as voltadas para o exterior ou no pavimento térreo, por exemplo – é preciso utilizar placas de vidros laminados, temperados ou insulados (compostos pelos vidros permitidos).

[caption id="attachment_220" align="aligncenter" width="300"]Esquadria de Janela Refletiva Esquadria de Janela Refletiva[/caption]

Como prender vidro na parede

A fixação do vidro na parede pode ocorrer de diversas formas, como os perfis de aço específicos para essa função ou suportes próprios – como os botões de aço - comercializados no mercado. Já pra quem deseja inovar na arte de fixar vidro na parede, pode conhecer os benefícios do revestimento completo de parede Revest Glass, onde a fixação do vidro acontece através de colagem.

 

Essa técnica dispensa a presença de grandes estruturas para prender o vidro na parede, ao mesmo tempo em que traz inovação e valoriza qualquer ambiente. O Revest Glass pode ser fabricado com vidro magnético, o que amplifica as funções do revestimento de vidro. Além disso, utilizamos vidro temperado de 06mm de espessura, certificados pelo INMETRO e com 10 anos de garantia – além de garantia vitalícia contra manchas na superfície do revestimento. Conheça!

Como prender vidro na madeira

A fixação do vidro na madeira também pode acontecer de várias formas, como através da colagem, massa para vidraceiro (janela de madeira), suportes, etc. Abaixo fizemos um passo a passo sobre como prender vidro na mesa de madeira:  

- Limpe muito bem as superfícies da mesa e do vidro;

 

- O mais recomendado é utilizar cola para vidro industrial de secagem transparente, porém a colagem do vidro na madeira também pode acontecer por fita dupla face de forte fixação.

 

- Posicione o tampo da mesa com cuidado, principalmente com as bordas da chapa. Não se esqueça de alinhar o vidro e aguardar o tempo determinado pelo fabricante para secagem da cola (ou fixação total da fita dupla face).

 
"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Qual o mais caro, policarbonato ou vidro?

Atualmente, o policarbonato é mais caro que o vidro. Nessa conta é preciso considerar, além do preço do metro quadrado de cada material, os benefícios, vantagens e desvantagens de cada cobertura. O policarbonato, além de ser mais caro que o vidro, oferece desvantagens relacionadas à funcionalidade, estética (podem ficar opacas) e manutenção - pois suja com facilidade e sua estrutura dificulta o acesso para limpeza.

Ainda falando sobre qual o mais caro, policarbonato ou vidro, é importante destacar que o policarbonato exige mais episódios de limpeza, o que pode encarecer o projeto no final das contas, lembrando que esse tipo de estrutura é construída para durar muitos anos. É preciso, também, considerar questões relacionadas ao conforto térmico, que, quando presentes no policarbonato, não são tão eficientes se comparado ao vidro.

Em favor do vidro e para facilitar o entendimento sobre qual o mais caro, policarbonato ou vidro, destacamos que é possível atribuir propriedades térmicas às chapas de vidro, cenário que permite que a luz natural entre no ambiente, porém, mantenha a maior parte do calor do lado de fora. Além disso, o mercado vidreiro oferece uma vasta lista de opções de vidros e beneficiamentos possíveis de serem atribuídos às placas, como o vidro colorido, vidro acústico, vidro de controle solar, vidro autolimpante, etc.

O vidro autolimpante, por exemplo, é perfeito para coberturas e pergolados, pois possui tecnologia capaz de se limpar sozinho, apenas como auxílio dos raios solares e água da chuva. Existem ainda alternativas que garantem a privacidade, amplificam a resistência e durabilidade, atribuem singularidade, etc; cenário que invariavelmente valoriza o imóvel por completo, seja do ponto de vista decorativo ou financeiro, demonstrando, no final das contas, porque o vidro é mais barato que o policarbonato.

Cobertura Vidro Pergolado

Vidro ou policarbonato

Principais alternativas para projeção de coberturas translúcidas, o vidro e o policarbonato dividem o protagonismo nesse segmento. Para complementar nosso artigo sobre qual o mais caro, policarbonato ou vidro, o policarbonato possui suas vantagens, como o fato de ser mais leve que o vidro – o que exigiria, em tese, estruturas menos robustas para a instalação; porém, existem diversos registros relacionados à dificuldade de limpeza que esse tipo de material oferece.

Isso acontece porque o policarbonato costuma ser maleável, o que facilita a infiltração de sujeiras nas junções das placas. O fato de ser maleável dificulta ainda mais a limpeza da estrutura, pois a flexibilidade do policarbonato não oferece segurança ou confiança para os usuários fazer o procedimento, sendo que em alguns casos é preciso utilizar equipamentos de segurança. Todos esses fatores devem ser considerados para definir qual o mais caro, policarbonato ou vidro.

É importante lembrar que, independente do material escolhido, a estrutura deve estar harmonizada com as normas da ABNT, pois dessa forma o usuário aproveita todos os benefícios da aplicação com o máximo de segurança possível. Caso queira conhecer um pouco sobre os benefícios do vidro para coberturas, acesse o site da SEV Exclusivv. Trabalhamos somente com vidros especiais e total comprometimento com segurança.

E já finalizando nosso tema sobre qual o mais caro, policarbonato ou vidro, destacamos que por aqui você encontra consultoria especializada e profissionais qualificados e experientes em instalação de cobertura fixa, cobertura em pergolado, cobertura autolimpante, cobertura acústica, cobertura de vidro retrátil automática e manual, cobertura de controle solar e outras. Pensou em vidro? Pensou SEV Exclusivv.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

O que é mais barato alvenaria ou vidro?

Quando analisamos todos os fatores e benefícios, o vidro é mais barato que alvenaria. Nessa análise deve ser considerado, por exemplo, as vantagens que cada material consegue trazer às estruturas, tempo de vida útil, facilidade de aplicação, necessidade de mão de obra especializada, etc. O vidro, por exemplo, além de deixar o ambiente mais bonito e sofisticado, é de fácil instalação, o que evita gastos elevados com mão de obra pois a aplicação é realizada em menor tempo.

Outro fator determinante para definir o que é mais barato alvenaria ou vidro é a finalidade da estrutura que será construída. Lembre-se de que o vidro possui particularidades distintas da alvenaria, de modo que algumas características (como a transparência aliada a resistência) só é possível alcançar utilizando vidros no projeto. É preciso destacar ainda a valorização final que o vidro traz para o imóvel, justamente por ser um material com propriedades singulares.

Tipos de Vidros

Vidro ou alvenaria? O que considerar?

Para compreender o que é mais barato alvenaria ou vidro é preciso, antes, entender que o uso no vidro na arquitetura pode, num primeiro momento, parecer mais caro que a alvenaria. Entretanto, é preciso considerar outros fatores, tendo em vista que se trata, na verdade, de um investimento que gerará economia a longo prazo, pois além de valorizar o ambiente o vidro exige menor manutenção e pode entregar vantagens diferentes das vantagens da alvenaria.

Além do mais, a diferença de preço/investimento entre os dois materiais não é exorbitante, dependendo da estrutura gira entre 10% e 15%, em média. Porém, como já dito, as características intrínsecas do vidro são únicas e não tem valor, de modo que esse acréscimo se torna mínimo quando é comparado com a estética e benefícios que o vidro pode oferecer, como uma instalação rápida – o que consequentemente diminui o investimento com mão de obra e auxilia a entender o que é mais barato alvenaria ou vidro.

Veja abaixo algumas considerações a fazer no momento de decidir o que usar no seu projeto arquitetônico, alvenaria ou vidro:

- Devido ao visual diferenciado, o vidro consegue trazer leveza, sofisticação e modernidade ao ambiente. Lembramos que o amplo leque de modelos e opções de customização contribui para esse cenário ao possibilitar a criação de decorações singulares.

- Dando continuidade ao nosso artigo sobre o que é mais barato alvenaria ou vidro, já pensou na possibilidade de transportar uma paisagem externa para dentro da sua edificação? Com o vidro essa integração de ambientes é totalmente possível, diferentemente do que aconteceria com a alvenaria.

- O vidro permite ao usuário interagir com fatores como iluminação, ventilação, amplitude visual, etc, com possibilidade de harmonizar esses benefícios com outras vantagens, como proteção solar, privacidade e alívio acústico.

- Isso quer dizer, por exemplo, que com o uso dos vidros corretos o usuário consegue economizar em energia elétrica – ao diminuir o uso de iluminação artificial e climatizadores de ar – ao mesmo tempo em que amplifica o conforto do ambiente.

- Ainda falando sobre o que é mais barato alvenaria ou vidro, é preciso destacar que o uso do vidro certos e insumos adequados diminui os episódios de manutenção e limpeza das estruturas – ou a torna incomparavelmente mais fácil. Nesse quesito lembramos, por exemplo, os vidros autolimpantes, que possuem a capacidade de se limpar sozinho utilizando os raios de sol e a água da chuva.

Para você que pesquisa o que é mais barato alvenaria ou vidro, destacamos que a arquitetura com vidros deve sempre estar em harmonia com as normas da ABNT. Sendo assim, desconfie e valores fora do padrão de mercado e exija, sempre, que os profissionais responsáveis pela sua obra mantenha todo o projeto dentro dos padrões da ABNT. Em caso de dúvidas mantenha contato com um colaborador SEV Exclusivv.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

O que esquenta menos vidro ou policarbonato?

Quando especificado com sabedoria, o vidro é o mais indicado para cobertura, pois pode receber beneficiamentos relacionados ao conforto térmico e esquentar menos que o policarbonato. O vidro ainda oferece melhor índices de bloqueio de raios UV e, devido à laminação, constitui uma eficiente barreira acústica. Além disso é um material altamente resistente, de baixa deterioração e que não amarela ou deforma sob altas temperaturas, diferentemente do policarbonato, por exemplo.



No momento definir o que esquenta menos vidro ou policarbonato é importante considerar, também, a taxa de transmissão de luminosidade desejada para o ambiente, pois conforme consta, o vidro laminado tradicional pode oferecer uma taxa de transmissão luminosa que varia de 52% a 70%, enquanto que taxa de luminosidade do policarbonato altera entre 20% e 25%. Considere que quanto mais translúcido, maior a sensação de integração dos ambientes interno e externo que a cobertura proporcionará.



Ainda convém destacar que o vidro laminado – indicado para coberturas e derivados – são compostos por duas ou mais lâminas de vidro, cenário que multiplica as possibilidades de composição do material, que pode receber películas coloridas e vidros com beneficiamentos especiais - como aqueles relacionados ao conforto térmico e alívio acústico. Em caso de dúvidas sobre o que esquenta menos vidro ou policarbonato, consulte um profissional SEV Exclusivv.

O que esquenta mais, policarbonato ou vidro?

O conforto térmico oferecido pelos dois materiais é um fator muito importante, afinal de contas, geralmente a cobertura fica exposta à radiação solar durante a maior parte do dia. Mas é preciso lembrar que a radiação solar é composta por raios UV, raio IV e a luz visível. Dessas três radiações, somente o raio IV é uma fonte de calor, porém, os raios UV também devem ser evitados (para evitar desbotamento da cor dos elementos e problemas de pele) e a luz visível promove conforto visual ao ambiente.



Sendo assim, além de saber o que esquenta menos vidro ou policarbonato, é de extrema importância projetar uma cobertura que consiga interagir com esses três tipos de radiação, e mergulhar no universo que vidro oferece é a melhor alternativa para o caso. São muitas as possibilidades capazes de satisfazer essa necessidade. Abaixo listamos alguns tipos de vidro e estrutura que podem ser aplicadas em coberturas, juntamente com suas características:



- Vidro de controle solar: Os vidros de controle solar são fabricados com o auxílio de camadas metalizadas depostas em uma das superfícies da placa. Essas camadas metalizadas ficam responsáveis por reduzir a passagem da luz solar, garantindo alívio térmico, proteção contra raios UV e alta luminosidade no espaço.



-  Vidro low e – baixa emissividade: Vidros de baixa emissividade apresentam um revestimento extrafino de óxidos e metais em uma de suas faces. Essa técnica proporciona baixa emissividade de calor, pois as partículas nanométricas são capazes de absorver os raios IV, permitindo, ainda, que o usuário controle tanto a perda quanto ganho térmico. Legal, né? Por esse motivo o modelo entrou para a nossa lista sobre o que esquenta menos vidro ou policarbonato.



- Vidro duplo: Também denominado de vidro insulado, esse tipo de estrutura utiliza duas ou mais placas de vidro acomodadas paralelamente, separadas por uma câmara de ar desidratado. Essa configuração dificulta troca de calor entre os ambientes externo e interno, proporcionando o conforto térmico no local. Vale lembrar que o vidro duplo aceita combinação de tecnologias do vidro em uma mesma aplicação.



E para finalizar o nosso artigo sobre o que esquenta menos vidro ou policarbonato, além de oferecer altos índices de conforto térmico, o vidro ainda garante a segurança dos usuários até mesmo após um possível estilhaçamento. Destacamos que o modelo indicado para esse tipo de aplicação deve ser o vidro laminado, um tipo de vidro que se fragmentado fica semelhante à uma teia de aranha e mantém todos os estilhaços de vidro presos a si, cenário que não ocorre no caso de quebra do policarbonato.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Qual tipo de vidro mais resistente?

Os vidros temperados são considerados os vidros mais resistentes de fácil acesso no mercado. O vidro temperado é em média cinco vezes mais resistente que um vidro comum com as mesmas dimensões e abrange fatores mecânicos (choques/impactos), flexibilidade e variações térmicas. Quando quebrado, o modelo se fragmenta em pedaços pequenos de baixo poder de corte, razão que contribui para ser categorizado como vidro de segurança. Veja qual tipo de vidro mais resistente e suas características nesse artigo!

Vidro temperado - Resistência, funcionalidade e segurança

O vidro temperado é popular no mercado devido às suas propriedades combinadas de resistência, funcionalidade e segurança oferecida aos usuários. Não por acaso esse modelo é classificado como vidro de segurança, pois se trata de um vidro que se quebra de maneira segura aos usuários. Esse leque de benefícios do vidro temperado é alcançado graças ao seu modo de fabricação, que – como o nome indica – se aproveita da técnica de têmpera.

Para entender qual tipo de vidro mais resistente, a têmpera consiste em submeter a placa de vidro à fornos escaldantes, porém, com controle de temperatura e, na sequência, o vidro recebe um grande choque térmico. O calor dos fornos expande as moléculas do vidro, entretanto, o choque térmico resfria e enrijece sua superfície, criando obstáculo para a expansão molecular - pois o centro do vidro se mantém quente. Esse cenário provoca tensão no vidro, responsável por trazer a resistência elevada da placa temperada.

Ainda comentando sobre qual tipo de vidro mais resistente, essa tensão também faz com que o vidro temperado, ao ser quebrado, espalhe seus fragmentos pelo ambiente. Isso acontece porque, ao ser submetido à impactos fortes o suficiente para criarem um stress que interaja com esses pontos de tensão, esta é liberada de uma forma que estilhaça por completo a placa de vidro. É por esse motivo, por exemplo, que o vidro temperado não pode ser cortado ou furado (após a têmpera) e, dessa forma, todas as placas devem ser feitas com medidas e dimensões exatas.

Quais são as diferenças entre o vidro comum, temperado e laminado?

É importante saber a diferença entre o vidro comum, temperado e laminado, pois como sabemos, para cada finalidade existe um tipo de vidro. Veja e entenda mais sobre qual tipo de vidro mais resistente.

Vidro comum: O vidro comum é a base de tudo. Também denominado de vidro float ou vidro plano, o modelo pode ser aplicado em alguns modelos de portas, janelas, divisórias, geralmente, quando os vidros forem instalados acima de 1,10 m acima do piso e devem ser encaixilhados ou colados em todo o perímetro. Além disso, serve de base para a criação de outros tipos de vidros, como os modelos abaixo.

Vidro laminado: O vidro laminado é fabricado a partir de duas (ou mais) placas de vidro comum intercaladas por película(s) de PVB, unidas através do calor. Esse conjunto garante placas de vidros resistentes e que mantém os fragmentos de vidros suspensos à estrutura - devido à alta aderência e flexibilidade do PVB. Não por o laminado é um vidro de segurança e indicado para participar de diversas aplicações.

Vidro temperado: Para finalizar nosso artigo sobre qual tipo de vidro mais resistente, como vimos, o vidro temperado é submetido à técnica de têmpera, que cria tensão molecular na massa vítrea e, como consequência, garante seus predicados de resistência e segurança. As características do modelo habilita o vidro temperado a participar de aplicações como box de banheiro, fachadas, portas, janelas e outros.

Qual tipo de vidro mais resistente?

FAQ – Perguntas e Respostas

- O que é o vidro temperado?

O vidro temperado é um vidro de segurança em média cinco vezes mais resistente que um vidro comum da mesma espessura e tamanho. Sua resistência é alcançada graças a submissão do vidro à técnica da têmpera e abrange fatores mecânicos, térmicos e de flexibilidade, dentre outros.

- Quando usar vidro temperado?

Considerando suas características físicas, o vidro temperado pode ser usado em estruturas como box de banheiro, janelas, portas; também pode ser aplicado na fabricação de tampos de mesas, peças decorativas, etc. Na arquitetura, as normas regulamentadoras da ABNT indicam quando usar o vidro temperado.

 
"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Cuba de Vidro

A cuba de vidro é única e capaz de modificar a aparência de um ambiente por completo! Disponíveis em diversos tamanhos, formatos e cores, com design clean e esbanjando versatilidade, as cubas de vidro são alternativas para projetos singulares que desejam harmonizar funcionalidade, detalhes inovadores e muita originalidade aos ambientes.

Vamos inovar com uma cuba feita de vidro?

A cuba de sobrepor de vidro é a tendência do momento, afinal de contas, o modelo conta com design atemporal e detalhes minimalistas que estão totalmente na moda. Entretanto, é importante destacar outras vantagens da cuba de vidro, que é capaz, por exemplo, de revelar os outros elementos do local, interagir com a iluminação e amplitude do espaço e ser utilizada tanto como destaque como contraponto decorativo.

Esse modelo também facilita o processo de higienização da estrutura, tendo em vista que é fabricado em vidro por completo – um material de fácil limpeza. Além disso, o mercado oferece uma ampla cartela de modelos de cubas de vidro - variando entre tamanhos, cores e formatos. Dentre os principais tipos de cubas em vidro procuradas no mercado podemos destacar os seguintes:

- Cubas de vidro redonda

- Cubas de vidro quadrada

- Cubas de vidro com torneira cascata

- Cubas de vidro com gabinete

- Cubas de vidro oval

O modelo também costuma ser procurado para finalidades específicas, como é o caso das:

- Cubas de vidro para banheiro

- Cubas em vidro para lavabo

A cuba para banheiro de vidro é um dos tipos mais procurados. O interessante é que o modelo pode oferecer seus benefícios para qualquer local, como cozinhas, ambientes empresariais, restaurantes, etc. Com particulares distintas que agregam praticidade e facilidades ao ambiente, a cuba de vidro vale a pena, definitivamente.

Mas é importante sempre procurar por serviços de empresas que saibam como instalar cuba de vidro para garantir o máximo de eficiência e usabilidade do produto. Cuidado para o barato não sair caro, hein?

Veja abaixo mais detalhes sobre as cubas de vidro

- Cubas feitas de vidro de qualidade não quebram facilmente.

- São alternativas viáveis para instalar em banheiros ou lavabos pequenos, tendo em vista que o vidro traz sensação de amplitude ao espaço.

- Ao contratar empresas que saibam como instalar cuba de vidro evitamos problemas relacionados à segurança, estanqueidade e estética.

- Esse modelo pode ser instalado sobreposto ou encaixado na estrutura da pia. Ao ser instalada sobreposta, a cuba de apoio de vidro tem maior destaque.

- As cubas de vidro pode ser transparente, opaca, colorida. Lembre-se que a escolha do detalhe ou da cor correta pode modificar por completo qualquer ambiente.

- As cubas de vidro se adaptam com facilidade a qualquer estilo decorativo. O vidro possibilita que o modelo traga destaque ou faça imergir a estrutura ao resto da decoração.

- Por ser fabricado em vidro, esse modelo de cuba para pia combina com diferentes tipos de materiais, como madeira, inox e alumínio.

- São mais bonitas e práticas quando comparadas com as cubas de inox ou cerâmica.

- Existe a possibilidade de personalizar as medidas da cuba de vidro. Cuba de Vidro

Cubas de vidro vale a pena?

A cuba de vidro vale a pena, mas é preciso cuidado. Esteticamente, o modelo chama a atenção por diversos fatores; entretanto, além da estética, é preciso lembrar que se trata de um produto funcional; e que os benefícios da cuba de vidro só estarão presentes se a instalação for realizada por equipes responsáveis e especializadas no assunto.

Portanto, antes de tomar uma decisão, faça uma consulta com a SEV Exclusivv. Nossa equipe é especializada em arquitetura com vidros e está totalmente preparada para tirar do papel seu projeto, mantendo-o sempre dentro das normas regulamentadoras da ABNT. Por aqui você sonha e a gente realiza!

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Tudo sobre móveis de vidro

Os moveis de vidro, apesar de excêntricos, estão caindo no gosto popular rapidamente, afinal de contas, as pessoas estão percebendo que investir em vidro é ótima alternativa para formar elementos que unam sofisticação, segurança e valor estético. O mercado vidreiro oferece a possibilidade de revestir móvel com vidro e até mesmo a fabricação de um móvel inteiramente de vidro. Continue a leitura e saiba tudo sobre.

Conheça mais sobre os móveis de vidro!

A popularização dos móveis de vidro tem apoio em vários fatores. Um dos principais fatores está no fato de o vidro causar surpresa, emoção e curiosidade nos usuários. Além do mais, trata-se de um material altamente versátil, situação que faz com que os elementos que derivem dele herdem toda essa versatilidade. Não é por acaso que esses móveis vêm sendo utilizados em diversos ambientes (residenciais e empresariais), como por exemplo:

- Sala de reunião e diretoria

- Sala de espera

- Hall de entrada

- Móvel de vidro para loja

- Escritórios e home office

- Sala de jantar, cozinha, quartos

- Moveis de vidro para banheiro

E a inspiração para fabricação de moveis de vidro surge das mais diversas formas. Veja alguns dos modelos de móveis de vidro mais buscados pelos clientes:

- Mesas de vidro (mesa de jantar, mesa de centro, escrivaninhas, etc)

- Cadeiras de vidro

- Estantes de vidro

- Cristaleiras

- Guarda-roupas

- Prateleiras de vidro

- Quadros de escrever e lousas de vidro

- Móvel de vidro e alumínio

Abaixo vamos fazer uma lista comentando as principais qualidades do móvel de vidro e de que forma esse elemento pode auxiliar os usuários. Vamos lá?

Tudo sobre móveis de vidro

Benefícios do móvel de vidro

- Os móvel de vidro é totalmente seguro, desde que sejam fabricados com vidros indicados;

- A escolha do vidro correto também garante móveis de vidro duradouros e altamente resistentes;

- O vidro, naturalmente, consegue chamar a atenção dos usuários com seus traços minimalistas, situação que promove destaque ao móvel e todo o cenário onde ele esteja inserido;

- O vidro é um material utilizado para trazer sensação de amplitude aos espaços, transformando o móvel de vidro em um elemento ideal para decorar casas pequenas;

- Além disso, o móvel de vidro agrega beleza e sofisticação aos espaços. A presença de um único móvel feito em vidro é capaz de mudar toda a atmosfera do ambiente.

- O móvel em vidro combina facilmente com outros materiais, como madeira, inox e alumínio. É uma ótima alternativa para incrementar a decoração de ambientes.

- Tanto os móveis revestidos com vidro quando aqueles fabricados de vidro em sua totalidade se adaptam facilmente a qualquer tipo de decoração;

- Além de amplitude visual o móvel de vidro podem interagir com o fator iluminação do espaço, deixando os ambientes mais claros e auxiliando na redução de energia elétrica.

- O vidro facilita todo o processo de higienização do móvel. Basta um pano de algodão umedecido com álcool – ou água e sabão.

- A indústria vidreira disponibiliza dezenas de tipos de vidros capazes de participar da fabricação de móveis de vidro.

- O vidro não sofre com problemas causados por insetos (como cupim) ou umidade.

- Moveis de vidro podem participar de decorações de áreas externas. As vantagens dos móveis em vidro são muitas, mas é interessante procurar consultoria especializada e empresas que saibam como fazer moveis de vidro para evitar dores de cabeça e acidentes sérios. Dê preferência para empresas compromissadas em adequar qualquer projeto de vidro às normas da ABNT.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Quais os modelos de divisória de vidro?

Os modelos de divisória de vidro oferecidos pela indústria auxiliam na organização de espaços de maneira singular, pois limitam os ambientes com versatilidade, inovação, segurança e muita funcionalidade. Com possibilidade de combinar vidros de tecnologias diferentes com estruturas variadas, a divisória de vidro traz benefícios únicos para ambientes empresariais, escritórios e residências. Acompanhe esse artigo para saber quais os modelos de divisória de vidro mais requisitados no mercado.

Divisória de vidro

As divisórias de vidro viraram tendência na decoração de ambientes, arquitetura e construção civil; e esse cenário é fácil de explicar. Trata-se de uma estrutura segura, resistente, de fácil instalação e com diversas possibilidades de personalização. Com estas particularidades, a divisória de ambiente vidro garante organização física enquanto oferece funcionalidades distintas aos espaços e usuários.

Quer alguns exemplos? Além da aparência única, a divisória com vidro permite entrada de luz natural ou, se o cliente preferir, o estabelecimento de privacidade total! Também pode ser aplicada para trazer sensação de amplitude, facilitar a comunicação entre os usuários ou criar ambientes com barreiras acústicas – impedindo que a conversação de uma reunião se espalhe para o resto do ambiente, por exemplo.

Enfim, são diversas as possibilidades de combinações e funções, o que torna esse modelo de divisória em ótima alternativa para compor qualquer tipo de edificação. Não é por acaso que, atualmente, os modelos de divisória de vidro mais procurados no mercado são:

- Divisórias de vidro para escritório

- Divisória de vidro para empresas

- Divisoria acustica

- Divisorias de vidro residenciais

- Divisórias de vidro para sala

- Divisoria de vidro para cozinha

- Divisoria com vidro para lavanderia

Para satisfazer a ampla procura pela divisoria vidro e as diversas necessidades dos usuários, o mercado vidreiro possui estruturas e esquadrias passíveis de personalização – tanto nas medidas quanto no layout e aparência. Abaixo podemos destacar alguns tipos de divisorias de vidro que podem ser utilizados em segmentos empresariais, residenciais ou como divisoria de vidro escritorio:

- Divisória minimalista vidro

- Divisórias recolhíveis em vidro

- Divisória Industrial de vidro

- Divisoria de vidro duplo (Duplicatta Sottile)

- Divisoria de vidro clean

- Divisorias de vidro polarizado (Vitre Lateo)

- Divisória móvel de vidro

- Divisórias em vidro do piso ao teto

- Divisória acústica

- Muro de vidro

A opção por um ou outro dos diversos modelos de divisória de vidro dependerá somente do desejo do cliente e possibilidades do projeto. Mas é de extrema importância que a divisória de ambiente de vidro seja instalada por equipes responsáveis e experientes, tendo em vista que o vidro só é seguro se aplicado da maneira correta.

Opte sempre por empresas capazes de realizar um estudo do local para levantar todas as necessidades do projeto, indicar o melhor tipo de vidro para a divisória e garantir que toda a obra esteja dentro das normas da ABNT. Considere esse cenário no momento de instalar divisorias de vidro escritorio ou qualquer outra divisoria de ambiente vidro.

Quais os modelos de divisória de vidro

Conheça mais detalhes dos modelos de divisória de vidro

Na SEV Exclusivv o cliente pode optar por diferentes modelos de divisória de vidro. Em qualquer escolha há a certeza de que toda a obra será projetada dentro das normas da ABNT por uma equipe responsável apoiada em profissionais experientes e maquinários de última geração. Abaixo destacamos as principais qualidades das nossas opções de divisórias empresariais, divisórias residenciais e divisórias de vidro para escritorios.

- Divisorias vidro minimalista

Nesse modelo o vidro predomina por toda a estrutura, de modo que a divisória facilmente harmoniza e imerge ao restante da decoração. A divisória com vidro minimalista chama a atenção pelos traços simples, cristalinos e transparência singular. O modelo pode ser fabricado com vidro extra clear, cenário que facilita ao usuário alcançar detalhes únicos na decoração.

- Divisórias com vidro recolhível

A divisória recolhível é indicada para usuário que precisa alternar as dimensões de seu espaço constantemente. Além da aplicação coorporativa, são alternativas perfeitas para home offices ou divisórias em vidro para escritórios, pois sua composição permite criar e eliminar barreiras de maneira rápida e fácil. O modelo também é reconhecido como divisória articulada ou divisória retrátil.

- Divisoria vidro industrial

A divisória industrial é indicada, principalmente, para empresas e indústrias de todos os portes. O modelo oferece uma variedade de layouts e possibilidades de combinações que garantem vantagens como:

- Impressão de um logotipo ou outra arte nas divisórias com vidro

- Facilidade de aplicação de vidro jateados, serigrafados, polarizados, coloridos, acústicos, insulados, etc.

- Interação entre os colaboradores da empresa

- Utilização de persianas embutidas

Com estudo do ambiente e criatividade, a divisória industrial auxilia na criação de ambientes privados e aconchegantes, sem contar que exige pouca manutenção.

- Duplicatta Sottile

Fina, discreta, elegante e com alto poder acústico, a divisória Duplicatta Sottile é um dos modelos de divisória de vidro que chama a atenção pela sua discrição. Fabricada com estrutura clean e muitos vidros (insulados), esse modelo de divisoria acustica oferece uma experiência singular para quem deseja garantir conforto acústico sem abrir mão de designs inovadores.

- Singola Sottile

Com muito vidro e utilização de estruturas com perfil minimalista, as divisórias com vidro Singola Sottile mergulha na decoração do ambiente. Carregada de sutileza e elegância, a estrutura interage o mínimo possível com o ambiente ao mesmo tempo em que oferece amplitude e inovação aos locais.

- Vitreo Lateo – Divisória polarizada

Geralmente aplicada em ambientes corporativos de alto escalão, a divisória Vitreo Lateo é fabricada com vidros polarizados que podem ser acionados a distância, por interruptor ou até mesmo pela voz! Vale lembrar que o vidro polarizado é famoso por alternar sua aparência de transparente para opaco, garantindo iluminação e/ou privacidade visual aos ambientes.

- Divisória móvel

A divisória móvel de vidro é versátil, pois pode se adaptar a praticamente todos os espaços. Com rodinhas que auxiliam sua locomoção, esse modelo é indicado para criar limitações provisórias com muita facilidade e segurança. Não por acaso o modelo é alternativa para:

- Divisorias de vidro escritório

- Divisórias de vidro para sala

- Divisorias vidro cozinha

- Divisória de vidro lavanderia

Vale lembrar que a divisoria de vidro movel aceita escrita e apaga com facilidade, cenário que amplifica a possibilidade de usos do modelo.

- Divisórias de vidro do piso ao teto

A divisoria de vidro do piso ao teto cria verdadeiras paredes de vidro. Nessa divisória o vidro se encaixa em perfis de alumínio na base e no topo - sem a utilização de pilares metálicos entre os vidros. Esse cenário promove imponência com traços de minimalismo, habilitando a divisória de vidro pisto-teto a participar de diversos ambientes e estilos decorativos.

- Divisória acústica

Os diversos modelos de divisória de vidro acústica são indicados para ambientes que sofrem com alto grau de ruídos ou que desejam manter a privacidade acústica de um ambiente. Vale lembrar que é preciso realizar um estudo amplo da área para identificar a dimensão da barreira acústica que será criada, a fim de utilizar os vidros e insumos adequados para garantir a melhor experiência da divisória acústica.

- Muro de vidro

Mais um dos diversos modelos de divisória de vidro, o muro de vidro é muito requisitado em projetos inovadores, pois permite a visualização de um jardim ou fachada ao mesmo tempo em que oferece uma barreira física resistente e segura ao espaço. A instalação do muro de vidro deve ser realizada após um estudo detalhado da área para definir as dimensões, tipos de vidro e insumos adequados para o projeto.

Destacamos novamente que na SEV Exclusivv o cliente tem garantias de que toda a instalação da divisória de vidro será realizada dentro das normas da ABNT e anseios dos usuários. Mantenha contato com nossa equipe para sanar eventuais dúvidas ou solicitar um orçamento.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Logística do vidro pode mudar, alterando assim a quantidade de vidro reciclado - Você sabia que o vidro pode levar até 4 mil anos para se decompor? Entretanto, o elemento é um dos materiais mais utilizados no cotidiano, oferecendo benefícios e funcionalidades diversas, seja no segmento automobilístico, indústria moveleira, arquitetura, decoração de interiores ou utensílios domésticos, cenário que faz com que haja cada vez mais descarte desse tipo de material - muitas vezes de maneira inadequada, prejudicando o meio ambiente.

Esse fato demonstra a importância da reciclagem do vidro, ainda mais se consideramos que o material consegue ser reciclado em sua totalidade, sem perdas – isso quer dizer, por exemplo, que 01 kg de caco de vidro resulta em exatamente 01 kg de vidro reciclado, pronto para o uso. Além disso, o material pode ser reciclado diversas vezes sem perder suas características intrínsecas. Interessante não?

Vale destacar ainda que, além de contribuir imensamente com a natureza, a indústria da reciclagem, como um todo, favorece milhares de trabalhadores brasileiros – os chamados catadores – que atuam juntamente com as cooperativas de reciclagem na árdua tarefa de recolher, separar e destinar os resíduos sólidos de maneira adequada.

Logística do vidro

No Brasil, aproximadamente 40% dos produtos de vidro são fabricados a partir da reciclagem, cenário que pode ser alterado com a implantação da logística reversa, criando uma expectativa de que esse quadro aumente em um futuro próximo. A logística reversa do vidro está prevista em um plano elaborado há mais de 10 anos (PNRS – Plano Nacional de Resíduos Sólidos) e, recentemente, foi submetida à consulta pública.

A logística reversa trata sobre a responsabilidade que uma empresa tem de retirar o material que ela colocou na sociedade (juntamente com seu produto) e destiná-lo a reciclagem de maneira correta. Se forem respeitadas as metas estabelecidas no referido plano, em 04 anos (até 2.025) o Brasil reciclará 50% de todo o vidro que a indústria coloca no mercado nacional.

Apesar de ser um número considerado baixo por alguns especialistas – aumento de apenas 10%, se considerarmos os dados divulgados pela própria indústria - é preciso destacar que toda a indústria vidreira, a sociedade e o nosso meio ambiente se beneficia com a reciclagem, de modo que qualquer aumento nesse índice consegue causar grande impacto positivo em todos os agentes envolvidos.

As metas estabelecidas no acordo de logística reversa do vidro são as seguintes: No ano vigente (2021), o acordo coloca como meta a reciclagem de 25% dos vidros disponibilizados no mercado. Em 2022 essa taxa sobe para 31,25%. No ano de 2023, a meta é reciclar 37,50% de todo o vidro produzido no Brasil, meta que aumenta para 43,75% no ano seguinte até atingir 50% de reciclagem do vidro no ano de 2025.

O Ministério do Meio Ambiente ressalta que além da geração de renda para a cooperativas e catadores, os municípios também serão beneficiados, já que as embalagens de vidro atualmente sobrecarregam os sistemas de limpeza urbana municipais - os municípios não são responsáveis por esses resíduos, legalmente falando.

Vidro reciclado

O ideal, claramente, seria a reciclagem de 100% (ou quase isso) de todo o vidro despejado na sociedade. Entretanto, para alcançar esse índice, é preciso existir uma sintonia em todos os envolvidos; que o poder público ofereça a estrutura adequada, que as indústrias pensem no processo de reciclagem desde a confecção do produto, que haja a correta separação e conservação dos resíduos, trabalhando ainda a educação de toda a sociedade para que nos conscientizemos de que também somos responsáveis por esse descarte seguro dos materiais.

Trata-se de um cenário que tem solução, mas ninguém conseguirá resolver esse problema sozinho. É preciso que todos funcionem como uma engrenagem, pois a reciclagem precisa de todos os indivíduos, cada um fazendo a sua parte.

Logística do vidro pode mudar Logística do vidro pode mudar

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Espelho Bisotado: o que é? onde usar?

Você sabe o que é espelho bisotado? Sabe onde usar esse modelo de espelho decorativo? Com aparência única, o espelho com acabamento bisotado recebe tratamento especial em suas bordas, trazendo traços estéticos singulares ao modelo e permitindo que o mesmo seja aplicado sem o uso de molduras em diversos ambientes. Com características clássicas, o espelho com bisotê se adapta facilmente ao resto da decoração.

Muito requisitado pelo segmento de decoração de interiores, o espelho com acabamento bisotê costuma agradar até o mais exigente dos usuários. Estão disponíveis em tamanhos, formas e cores diferentes, cenário que amplifica o leque de aplicações do produto. Fique com a gente para saber mais sobre o espelho bisotê, o que é e onde usar.

Espelho bisotado o que é?

O espelho bisotê oferece destaque a qualquer ambiente. Esse tipo de espelho recebe acabamentos especiais para garantir bordas trabalhadas, de ângulos retos e traços únicos. A largura das bordas varia conforme a espessura dos espelhos ou o desejo do cliente. É importante salientar que a borda cria uma espécie de moldura para o espelho, trazendo um toque singular para a decoração do local.

Quando usar espelho bisotado?

Devido a grande variedade de cores, formas e tamanhos; aliadas ao elevado grau estético que os traços do modelo oferecem, o espelho com acabamento em bisotê pode ser aplicado nos mais diversos ambientes, participando de diferentes estilos decorativos. São comumente requisitados em projetos inovadores, que prezam pela junção de beleza, inovação e praticidade.

Não por acaso o mercado oferece várias opções de aquisição, como por exemplo:

- Espelho bisotado para banheiro

- Espelho bisotado sala

- Espelho bisotado para quarto

- Espelho bisotado retangular

- Espelho bisotado bronze

- Espelho bisotado redondo

- Espelho bisotado quadrado

É importante destacar que, além do apelo estético, o espelho bisotê também oferece funcionalidades tradicionais, como a possibilidade de ampliar um ambiente (visualmente falando), trazer mais iluminação e facilitar no processo de higienização e manutenção do local. Interessante, não? Procure os serviços de empresas especializadas no assunto para alcançar todos esses benefícios.

Espelho Bisotado: o que é

Espelhos acabamento bisotado

Com o espelho com acabamento em bisotê o usuário deixa qualquer espaço mais sofisticado e valorizado.  Os traços do espelho pairam entre o minimalismo e clássico, o que permite utilizar o modelo tanto como destaque principal quanto como elemento auxiliar na decoração dos interiores.

A possibilidade de personalizar o modelo amplifica as aplicações. Experimente instalar o espelho bisotê em uma parede escura, por exemplo, ou combine suas características com as do lustre do teto e veja a magia acontecer!

Entretanto, é importante destacar que, se o usuário deseja utilizar uma moldura no espelho, este modelo não é a melhor alternativa. Isso ocorre porque a moldura bloquearia o acabamento bisotê, anulando a característica principal desse tipo de espelho.

Espelhos é na SEV Exclusivv

Especialista no ramo de arquitetura com vidros, a SEV Exclusivv oferece serviço personalizado e mão de obra qualificada no segmento. Consulte nossa equipe para conhecer o catálogo de espelhos bisotados e outros elementos que contribuirão imensamente para sua decoração, conforto e segurança. Estamos prontos para qualquer desafio, pois se o cliente sonha, a SEV Exclusivv realiza!

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.