Como fixar um blindex?

Para determinar como fixar um blindex é preciso considerar diversos fatores, como o tipo de aplicação, localização e altura da estrutura, características da fixação, tipo de vedação, dentre outras considerações. É válido destacar que o termo blindex® refere-se à uma marca popular de vidros temperados; e dessa forma, a fixação e instalação dos vidros blindex devem estar em consonância com as diretrizes da Associação Brasileira de Normas Técnicas.

 

Portanto, se você pesquisa como fixar um blindex porque deseja informações referentes à instalação de box de vidro, por exemplo, a melhor alternativa consiste em procurar empresas especializadas no assunto. Considere que existem modelos de box blindex com peças, características e layouts diferentes que podem exigir instruções especiais para garantir a instalação adequada.

 

Para complementar nosso artigo sobre como fixar um blindex, de um modo geral a instalação de box blindex pode ser realizada com silicone específico para garantir a estanqueidade, além, claro, de considerar outros fatores, como medidas cirúrgicas e experiência nesse tipo de instalação. Sendo assim, reforçamos que a melhor ideia para esse cenário é procurar consultoria com profissionais do segmento.

O que é um vidro blindex?

Os vidros da marca Blindex® pertencem à categoria de vidros temperados e são reconhecidos por sua resistência e características de segurança. Dessa forma, o vidro blindex possui as mesmas vantagens dos vidros temperados tradicionais, ou seja, contam com resistência elevada e quando estilhaçados se fragmentam de maneira segura aos usuários, pois não produzem cacos grandes, pontiagudos e cortantes.

 

Ao considerar como fixar um blindex, lembre-se que o modelo herda todas as propriedades intrínsecas dos vidros temperados, ou seja:

 

- Possuem transparência acentuada,

 

- Aceitam personalização (como cores, laminação, etc),

 

- Apresentam resistência elevada (em média, 05 x mais resistente que um vidro comum),

 

- Alto poder de flexão e absorção de impactos frontais,

 

- São classificados como vidros de segurança,

 

- Se fragmentam em pequenos pedaços de baixo poder de corte,

 

Da mesma forma, para quem procura como fixar um blindex, saiba que esse modelo não pode:

 

- Ser furado ou cortado;

 

- Receber grandes impactos em suas bordas;

 

- Ser aplicado (sem laminação) em estruturas como coberturas e telhados;

 

Sendo assim, é importante lembrar que além de serem utilizados em box de vidro, esse tipo de vidro pode ser utilizado em diversas aplicações, sempre considerando as diretrizes regulamentadoras. Para auxiliar no esclarecimento sobre como instalar um blindex, as normas da ABNT determinam que os vidros temperados podem ser utilizados em:

 

- Portas, divisórias, vitrines e muros de vidro;

 

- Janelas - exceto aquelas voltadas para o exterior (em fachadas), acima do pavimento térreo, com vidros instalados ABAIXO de 1,10 m em relação ao piso

 

- Fachadas com vidros instalados acima da cota de 1,10m em relação ao piso e em estruturas no pavimento térreo, com desnível menor que 1,5 m ou totalmente plano.

 

- Envidraçamento de sacadas

 

Lembramos que o mercado oferece vários tipos de vidros blindex. Dentre os modelos disponibilizados pela marca destacamos placas com espessuras variadas (06mm, 08mm e 10mm) e cores como incolor, bronze, cinza e verde. Em caso de dúvidas sobre como fixar um blindex, consulte um colaborador SEV Exclusivv!

 
"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Qual a diferença entre esquadrias de alumínio?

Por serem fabricadas a partir de um material muito versátil, existem diversos modelos de esquadrias de alumínio no mercado, com diferenças que variam no tamanho, espessura, layout, finalidade, acabamento etc. É preciso destacar que as esquadrias de alumínio também costumam ser classificadas a partir da sua forma de abertura e/ou função (como portas, janelas, etc). É muito importante saber qual a diferença entre esquadrias de alumínio, pois dessa maneira conseguimos usufruir o máximo de benefícios das aplicações.

Isso acontece porque, como qualquer produto, o alumínio oferece vantagens e desvantagens. Trata-se de um material altamente resistente (inclusive contra corrosão) e duradouro, entretanto, dependendo da região pode não oferecer o desempenho térmico desejado. Por este e outros motivos é importante contar com profissionais qualificados no assunto, como os colaboradores da SEV Exclusivv. Por aqui dispomos de consultoria especializada e experiência para saber qual a diferença entre esquadrias de alumínio.

Quais são os tipos de esquadrias de alumínio?

As esquadrias são elementos fundamentais para as edificações, pois são responsáveis por bem mais que delimitar vãos. Essas estruturas conseguem imprimir outros ares aos ambientes, sendo capazes de integrar espaços, decorar, agregar conforto térmico, acústico, oferta de luz e ventilação, além de controlar a entrada de intempéries e pessoas, etc. Sendo assim, essas estruturas precisam ser especificadas com muita sabedoria para evitar desperdício de recursos.

O alumínio está dentre os materiais mais indicados para esquadrias, pois é um material muito resistente - resistência essa que pode ser refletida em durabilidade, cenário que demonstra um bom custo x benefício. Além de escolher bem o material de fabricação, é preciso determinar com sabedoria o modo de abertura, pois isso interfere diretamente em fatores como entrada de luz e ventilação, controle de intempéries e pessoas, etc. Veja qual a diferença entre esquadrias de alumínio conforme seu modo de abertura:

- Esquadria de abrir

- Esquadria de correr

- Esquadria basculante

- Esquadria camarão

- Maxim-ar

- Esquadria guilhotina

Outra forma de classificação – que também determina qual a diferença entre esquadrias de alumínio – vem através da função da aplicação, como por exemplo:

- Portas

- Janelas

- Alçapões

- Portões

- Grades

Vale destacar que os perfis podem ser confeccionados em diversas dimensões, por exemplo, o que sugere que as esquadrias de alumínio sejam alternativa viável também para projetos delicados e minimalistas. Por esse motivo as esquadrias de alumínio são utilizados em aplicações diversas, tal como:

- Box de banheiro

- Estruturas externas

- Divisórias internas

- Alçapões

Ainda comentando sobre qual a diferença entre esquadrias de alumínio, o alumínio também é ótima alternativa para regiões que sofrem com a maresia, por exemplo, diferentemente do que acontece com outros materiais como a madeira ou ferro.

O que é mais barato esquadrias de alumínio ou PVC?

Outro ponto positivo para o produto consiste no fato de que as esquadrias de alumínio são mais baratas que as esquadrias fabricadas com outros materiais, como o PVC, por exemplo. A diferença pode chegar a mais de 25% dependendo da qualidade dos materiais, região, etc. Ao comentar sobre qual a diferença entre esquadrias de alumínio e PVC, destacamos que as esquadrias de alumínio possuem mais variedades, enquanto que as esquadrias de PVC são alternativas para grandes vãos ou para amplificar fatores como conforto térmico e acústico.

FAQ – Perguntas e Respostas

- O que é esquadria de alumínio?

AS esquadrias de alumínio são populares no mercado por conseguirem unir resistência, versatilidade e durabilidade em um único produto. Por esse motivo a esquadria de alumínio é alternativa com ótimo custoxbenefício para a instalação de portas, janelas, portões, divisórias, box de banheiro, etc.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Qual a desvantagem do vidro temperado?

Apesar de ser um dos vidros de segurança mais populares, o vidro temperado pode oferecer desvantagens pontuais, como o fato de não poder ser cortado ou furado, razão pela qual o vidro temperado deve ser medido cirurgicamente, realizando os furos e outros beneficiamentos (como polimento das arestas e lapidação das bordas) antes do procedimento de têmpera, pois qualquer ação com força suficiente para interagir com os pontos de tensão do vidro temperado estilhaçará a placa por completo.

 

Pra você que procura qual a desvantagem do vidro temperado, por ser um tipo de vidro com tensão molecular constante, os vidros temperados apresentam mais rigidez, o que o torna, também, um pouco menos flexível do que modelos como o vidro comum ou o vidro laminado. Entretanto, são fatores pontuais que não diminuem a oferta de segurança e resistência que o vidro temperado pode agregar às estruturas envidraçadas.

Pra se ter uma ideia, experiências realizadas demonstraram que uma placa de vidro temperado de 06mm de espessura suporta o impacto de uma esfera de aço de 01kg, deixada cair de modo livre de uma altura de 02 m. A título de comparação e para enriquecer nosso texto sobre qual a desvantagem do vidro temperado, em condições idênticas uma placa de vidro recozido com as mesmas dimensões se partiu com o impacto da bola deixada cair a uma altura de 30 cm.

Alguns especialistas citam ainda o fato de o vidro temperado concentrar sua tensão em regiões superficiais que serviriam como pontos de apoio e/ou suporte, o que, teoricamente, significaria risco de estilhaçamento, pois como já comentado, qualquer ação com força suficiente para estressar a tensão do vidro temperado fatalmente ocasionará o estilhaçamento e perca total da peça. Para situações como essa é de suma importância procurar consultoria especializada, que saberão qual a desvantagem do vidro temperado e se empenharão em anulá-las.

Porque o vidro temperado explode?

Vale lembrar que a tensão elevada do vidro temperado é o fator que garante sua resistência e faz com que o modelo se quebre de maneira segura aos usuários. O procedimento de têmpera faz com que o vidro estabeleça graus elevados de tensão, com compressão nas áreas superficiais e centro do vidro. Quando uma ação interage com esses pontos de tensão, essa é liberada e faz com que se estilhace o vidro por completo. Esse é o motivo porque o vidro temperado explode.

 

Para complementar a nossa lista sobre qual a desvantagem do vidro temperado, algumas pessoas creem que o fato de o vidro temperado se estilhaçar por completo quando quebrado pode ser considerado um ponto negativo, tendo em vista que a quebra total do vidro deixa aquele determinado vão aberto e transponível. Porém, é preciso lembrar que isso pode ser evitado com aplicação de película para vidro temperado.

Além disso, o fato de se quebrar por completo é, na verdade, uma das principais vantagens do vidro temperado, pois esse cenário gera fragmentos pequenos e de baixo poder de corte, dificultando acidentes mais sérios. Entretanto, vale destacar que essa característica impede que o vidro temperado (sem laminação) participe de estruturas como telhados e coberturas e por isso figurou em nossa lista sobre qual a desvantagem do vidro temperado. Fique atento e em caso de dúvidas, consulte um especialista SEV Exclusivv.

FAQ – Perguntas e Respostas

O que é o vidro temperado?

O vidro temperado é um tipo de vidro de segurança mais rígido e com maior resistência térmica se comparado com o vidro comum; habilitado para ser utilizado em aplicações autoportantes. Esse modelo é até 05 vezes mais resistente que um vidro comum com as mesmas dimensões e, quando estilhaçado, se fragmenta de maneira segura aos usuários.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Como calcular vidro para box?

O cálculo do vidro para box deve considerar o tamanho da chapa de vidro e espessura ideal para garantir uma estrutura leve, mas ao mesmo tempo, resistente e segura aos usuários. Para calcular o tamanho do vidro para box, por exemplo, é preciso levar em conta a folga entre o vidro e a parede e os descontos necessários para o perfeito encaixe do vidro aos perfis. Já o cálculo da espessura do vidro para box de banheiro analisa fatores como tamanho do vão a ser fechado, largura do trilho do box, modelo, necessidade de reforço extra, etc.

 

Resumidamente, para saber como calcular vidro para box é preciso combinar diversos dados, além de harmonizar toda a estrutura às normas da ABNT. Destacamos que o mercado oferece vidros de diversas espessuras, como 06mm, 08mm, 10mm, 12mm, 16mm, até espessuras especiais; e o tamanho da placa de vidro também está disponível em diversas medidas. Lembrando que o vidro aceita personalização em seu tamanho, com cortes e furos, para melhor encaixe na estrutura.

 

Porém, isso deve ser feito por profissionais, pois o vidro temperado, por exemplo não pode receber furos ou cortes depois do processo de têmpera. Por este e outros fatores é extremamente importante saber como calcular vidro para box, pois o cálculo precisa ser cirúrgico. O aconselhável é que toda instalação do box de vidro, desde o projeto inicial até a finalização, seja realizada por profissionais habilitados que sabem estudar e analisar todos os fatores essenciais para o cálculo do vidro para box ideal.

 

E para você que procura como calcular vidro para box, destacamos que os vidros indicados para box de banheiro é o temperado e o laminado, sendo que o vidro comum não deve NUNCA ser utilizado em box para banheiro. Os vidros laminados e temperados são classificados como vidros de segurança e garantem reforço extra, resistência elevada e estilhaçamento seguro, diferentemente do vidro comum, que é menos resistente e quando quebrado oferece grandes lâminas pontiagudas capazes de ferir uma pessoa gravemente.

Vidros para box de banheiro

Ainda falando sobre como calcular vidro para box, quem determina esses fatores e outros, como os tipos de vidros para box de banheiro, é a ABNT. Segundo as regulamentações do órgão, o box de banheiro deve ser composto por vidros de segurança laminado ou temperado (com película ou não) de no mínimo 08mm de espessura, porém, essa medida pode ser maior dependendo das necessidades do projeto, como reforço extra, tamanho do vão a ser fechado, largura do trilho, etc.

 

Devido a alta resistência a variações térmicas, o vidro temperado é o mais utilizado em box de banheiro. Entretanto, esse tipo de vidro, quando estilhaçado, se fragmenta por completo e deixa o vão da estrutura aberto, porém, não provoca cortes. Para evitar que o vão fique aberto é possível utilizar película de segurança externa, que a norma não obriga seu uso, mas é uma alternativa viável para aumentar os fatores de proteção do box.

Importância do cálculo correto do vidro

Como já comentamos, é de extrema importância saber como calcular vidro para box, principalmente a sua espessura. Preste muita atenção, pois as placas de vidro menos espessas são, naturalmente, mais baratas, mas podem não oferecer a resistência exigida para o box de banheiro. Por outro lado, as chapas mais espessas são mais resistente, porém, são mais caras e, dependendo da espessura, deixa a estrutura mais pesada e pode comprometer a parede, ocasionando acidentes.  

Para finalizar nosso artigo sobre como calcular vidro para box, a melhor alternativa é adequar toda a obra às diretrizes recomendadas pela ABNT, em especial, na NBR 7199, que versa sobre o projeto, execução e aplicação do vidro na construção civil; e NBR 14207 – que dentre outras diretrizes, contém uma tabela com as espessuras recomendadas para vidros de segurança para box de banheiro. Em alguns casos é possível recorrer à softwares específicos, porém, é importante que esses dados sejam interpretados por profissionais experientes.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

O que é o vidro temperado?

O vidro temperado é um vidro de segurança em média cinco vezes mais resistente a choques mecânicos do que um vidro comum com espessuras semelhantes. Sua resistência elevada abrange ainda fatores de flexibilidade, torção e alterações térmicas. Devido às suas características singulares, o vidro temperado é utilizado amplamente em diversos segmentos. Na arquitetura o modelo é indicado para diversas estruturas segundo a ABNT, inclusive para aplicações estruturais autoportantes – que não precisam de caixilhos.

Ainda falando sobre o que é o vidro temperado, esse modelo possui outra característica presente somente em vidros de segurança: a de se quebrar de maneira segura aos usuários. Os vidros temperados, no caso, se estilhaçam por completo em pequenos fragmentos de poder de corte praticamente nulo, o que dificulta consideravelmente acidentes sérios. Porém, ao se fragmentar, o vidro temperado se estilhaça por completo e deixa o vão onde estava instalado vazio.

Qual tipo de vidro mais resistente?

Por isso é importante saber o que é o vidro temperado e que sua utilização é regulamentada pela ABNT. É bom ainda conhecer as particularidades entre os modelos de vidro mais populares do mercado, pois esse cenário auxilia a compreender qual tipo de vidro usar conforme a aplicação. Conheça as diferenças entre o vidro comum, temperado e laminado nesse artigo.

Vidro comum

Para compreender o que é o vidro temperado é importante conhecer sobre o vidro comum, popular na indústria, principalmente por servir como base para a fabricação da maioria dos outros tipos de vidros (inclusive os temperados). Também chamado de vidro plano, esse modelo possui sua aplicação limitada na arquitetura com vidro e se quebra de maneira perigosa aos usuários, porém, serve de matéria prima para a criação de vários outros modelos, como o vidro temperado e vidro laminado, dois modelos de vidros altamente seguros.

Vidro laminado

O vidro laminado é o resultado da junção de duas ou mais lâminas de vidro comum e película adesiva (PVB ou EVA) através de calor intenso. Nos fornos essa composição se funde e se torna uma chapa só, mais resistente e que oferece proteção até mesmo após estilhaçada, pois ao se quebrar o vidro laminado mantém os fragmentos de vidro presos a si, graças à película adesiva de PVB ou EVA, impedindo a transposição da estrutura até sua manutenção.

Guarda Corpo de Vidro Torre

O que é o vidro temperado?

Ainda comentando sobre o que é o vidro temperado, esse modelo ganha suas propriedades de resistência e segurança graças à têmpera pela qual o vidro é submetido. O choque térmico característico do procedimento enrijece a superfície do vidro, porém, não é suficiente para impedir a expansão molecular do interior do vidro, cenário que cria tensão na chapa e agrega resistência inigualável ao vidro temperado. Interessante, não?

Os vidros temperados, geralmente, são identificados através de marcações nas placas. Também é possível identificá-los através de outras formas, como o Temperest ou uso de luz polarizada. Caso vá adquirir exemplares do modelo, dê preferência por empresas conceituadas e profissionais que sabem o que é o vidro temperado e onde utilizá-lo, pois dessa forma garantimos a nossa segurança e todos os envolvidos. Em caso de dúvidas, consulte um colaborador SEV Exclusivv.

FAQ – Perguntas e Respostas

Quando usar vidro temperado?

O vidro temperado é indicado sempre que existir a necessidade de amplificar os fatores de resistência de uma estrutura envidraçada. Por isso o vidro temperado é muito usado em box de banheiro, portas, janelas, divisórias de ambientes, dentre outros. A ABNT NBR 7199 define com detalhes quando usar o vidro temperado.

Qual diferença entre o vidro blindex e o vidro temperado?

A Blindex é a marca famosa de uma empresa fabricante de vidros, inclusive vidro temperado, utilizando os mesmos vidros base dos vidros temperados comercializados por outras marcas/empresas. Ou seja, não existe diferença entre o vidro blindex e o vidro temperado.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Quando usar vidro temperado e laminado?

Você conhece todas as particularidades do vidro temperado x vidro laminado? Sabe quando usar vidro temperado e laminado? Qual a diferença entre os dois? Tecnicamente, o vidro laminado é indicado para situações onde o vão precisa se manter intransponível em casos de quebra da placa, enquanto que o vidro temperado é alternativa para aplicações que exigirão o máximo de resistência contra impactos mecânicos, pressão do vento, etc.

 

É importante destacar ainda que o uso dos dois tipos de vidro é regulamentado pela ABNT, principalmente em sua NBR 7199 e outras relacionadas. Para cada aplicação existe um tipo de vidro adequado, e as características físicas dos dois modelos são primordiais na definição de quando usar vidro temperado e laminado. Por isso é importante adequar as aplicações envidraçadas às normas da ABNT, pois dessa forma usufruímos do máximo dos benefícios que o vidro pode oferecer.

Quando usar o vidro laminado? Quando usar o vidro temperado?

Pelas normas, o vidro laminado pode ser utilizado em praticamente todos os tipos de aplicações. Isso acontece devido às suas propriedades físicas que oferecem ampla segurança e proteção aos usuários. Entretanto, existem casos onde a escolha pelo vidro temperado pode ser a mais acertada, considerando que suas características oferecerão melhor desempenho às estruturas montadas. Vamos a dois exemplos para representação:

 

- Box de banheiro, quando usar vidro temperado e laminado? Segundo a NBR 7199, o box de banheiro pode ser fabricado com vidros de segurança laminado ou temperado com ou sem película de segurança. Nesse caso, o box com vidro temperado seria a melhor alternativa, pois os vidros temperados são submetidos à um grande choque térmico durante a sua fabricação, sendo que as alterações de temperatura comuns do banheiro não seriam problemas.

- Envidraçamento de sacadas, quando usar vidro temperado e laminado? Conforme dita as normas, o vidro indicado para envidraçamento de sacadas é o laminado ou temperado. Porém, o profissional precisa considerar outros fatores, como a pressão que o vento exercerá sobre a estrutura conforme a região do país (NBR 16259). Em alguns locais o vidro laminado não oferecerá resistência suficiente para suportar a pressão que o vento tende a exercer; sendo o vidro temperado para sacada a melhor alternativa.

 

Algumas regiões do estado de São Paulo, por exemplo, um prédio de 25 andares ou mais pode sofrer pressões de vento com até 2.210 Pascais. Nesse cenário, um vidro laminado 10mm é capaz de suportar 1100 Pascais, enquanto que um vidro temperado com as mesmas dimensões consegue suportar até 3.000 Pascais, ou seja, para suportar essas pressões, um vidro temperado de 10mm seria suficiente (e com folga), caso contrário, seria necessário um vidro laminado de 20mm a 22mm.

 

Por esse motivo é importante procurar por empresas especializadas no assunto, como a SEV Exclusivv. Por aqui você encontra profissionais que sabem exatamente quando usar vidro temperado e laminado e são capazes de indicar a melhor alternativa para seu projeto. Venha com a gente, por aqui seus sonhos se materializam.

FAQ – Perguntas e Respostas

O que é o vidro temperado?

O vidro temperado é o resultado da submissão do vidro à técnica de têmpera, onde o vidro comum é aquecido a altas temperaturas e resfriado rapidamente, cenário que causa tensão molecular e agrega resistência elevada ao vidro temperado – em média, 05x mais resistente que o vidro comum com as mesmas dimensões.

 
"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Vidro temperado ou vidro laminado - O vidro é um material que pode agregar valor em qualquer tipo de aplicação. Isto é um fato! Porém, para a plena utilização do produto, é necessário conhecer os diferentes tipos de vidro e suas principais qualidades.

Ao entender os principais tipos de vidro e suas características, fica mais fácil escolher o modelo certo para ter sucesso em termos de decoração, funcionalidade e segurança do usuário.

Quem acompanha o blog sabe que a Sev Exclusivv possui uma equipe técnica especializada em vidros. Nossa equipe está totalmente capacitada para orientar e esclarecer quaisquer dúvidas sobre o mercado de vidros. Com base nas dicas, esclarecimentos e orientações de nossa equipe, a Sev Exclusivv está apta a fornecer esclarecimentos e conteúdo informativo ao público, sempre pensando em ajudar nossos clientes a esclarecerem suas dúvidas.

Hoje, aprenderemos mais sobre vidro temperado e vidro laminado. Afinal, nossa equipe acredita que esse tema é comum entre as principais dúvidas de nossos clientes.

Laminado ou Temperado?

Vidro laminado ou vidro temperado, qual o melhor?

Conforme mencionado acima, entender as características de cada vidro será a solução ideal para obter o máximo benefício do produto.

Além disso, algumas instituições regulamentam o uso de produtos em determinados segmentos de mercado e aplicações, como edifícios civis.

Embora dois tipos de vidros sejam classificados como vidros de segurança - devido às suas características específicas projetadas para garantir a segurança do usuário - cada tipo de vidro possui suas peculiaridades e é explicado para uma finalidade específica.

Desta forma, podemos dizer que o vidro laminado é diferente do vidro temperado, embora ambos tenham características relacionadas à alta resistência e proporcionem segurança ao usuário em caso de acidente.

– Vidro Temperado

O vidro temperado é classificado como vidro de segurança devido às suas características únicas. A durabilidade deste tipo de vidro é 7 vezes superior à do vidro normal.

Além disso, devido ao seu processo de fabricação, no caso de esmagamento, a placa de vidro temperado será quebrada em pequenos pedaços não pontiagudos, garantindo a segurança dos usuários.

Essas duas características do vidro temperado só podem ser alcançadas por meio de seu processo de fabricação, que envolve a vaporização do vidro comum em temperaturas muito altas para obter uma lâmina de vidro de alta resistência.

O vidro temperado é amplamente utilizado em itens de construção e decoração, como os painéis de vidro da Sev Exclusivv.

– Vidro Laminado

O vidro laminado também é um vidro de segurança. Ele consiste em duas placas de vidro comuns e é conectado por um filme de alta resistência.

O filme é responsável por manter todos os cacos de vidro juntos para evitar que o vidro se quebre e evite que os cacos sejam espalhados no ambiente circundante e prejudiquem outras pessoas.

Dependendo da camada laminada, alguns vidros laminados podem ser autossustentados em caso de quebra, o que significa que mesmo que todo o vidro quebrado seja quebrado, a película interna pode permanecer rígida.

O vidro pode ser laminado ou laminado multicamadas, que é um fragmento com mais de duas camadas laminadas, o que é muito comum. Portanto, o vidro laminado com 3, 4, 5 peças de vidro, etc. são todos considerados como vidro laminado multicamadas.

De acordo com a legislação brasileira, em projetos que incluam corrimão, sacada e escada, não há camada protetora e vidro externo da parede protetora, por exemplo, devido à natureza especial da camada protetora e da camada não separada, a tampa deve utilizar vidro laminado apenas no caso.

Vidro temperado ou vidro laminado

– Vidro laminado temperado

O vidro temperado laminado é um modelo que combina as características de dois tipos de vidro.

Neste caso, duas peças de vidro temperado (em vez de vidro comum) são usadas e conectadas por um filme de alta resistência. Em termos de segurança, este vidro é o melhor, mas também tem o maior valor de investimento, o que é óbvio.

Em qualquer caso, consultores profissionais são essenciais para a execução de qualquer projeto.

Além das normas técnicas exigidas por lei, após análise exaustiva, apenas os especialistas da área podem indicar qual o vidro mais adequado para as suas necessidades, se temperado, laminado ou laminado temperado.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.

Vidro temperado

Um dos vidros de segurança mais requisitados na indústria vidreira, o vidro temperado é diferenciado por ser altamente resistente a choques, impactos e pressão mecânica. Além do mais, nos raros casos de quebra se estilhaça em pequenos pedaços não pontiagudos, incapazes de provocar grandes lesões. Essas características, aliás, é o que torna os vidros temperados em vidro de segurança.

Em segmentos como os da arquitetura e construção civil, o vidro temperado é de extrema valia, justamente pela sua resistência e características de segurança. Também é preciso lembrar que as normas regulamentadoras exigem que determinados elementos sejam projetados com vidros temperados – Ver Norma ABNT NBR 14.698 e ABNT NBR 7199 (Vidros na construção civil - Projeto, execução e aplicações).

Vidro temperado

Vidro temperado o que é

Os vidros temperados são o resultado da submissão das placas de vidro comuns (sem beneficiamentos) às altas temperaturas de fornos especiais (têmpera). Na têmpera, a temperatura atinge mais de 600 graus em média.

As altas temperaturas causam tensão no vidro, expandindo as moléculas de seu interior e aumentando a compressão das zonas superficiais do vidro.  Ao ser resfriada com jatos de ar frio de alta pressão, a superfície do vidro se enrijece rapidamente, mantendo seu interior quente e expandido.

Isso quer dizer que as paredes da placa se solidificam ao mesmo tempo em que seu interior se mantém quente, com as moléculas tensionadas. Após o término do resfriamento, essa tensão acumulada internamente entra em sintonia com a compressão, garantindo resistência de até 05 vezes maior - quando comparado com o vidro comum.

Além do mais, a têmpera também é responsável por fazer com que os vidros temperados, quando quebrados, se estilhacem em inúmeros pedaços pequenos e sem ponta, garantindo seu status de vidro de segurança.

Vidro Temperado vantagens

Esse tipo de vidro é versátil e pode ser utilizado em áreas internas e externas. Tecnicamente, é indicado para locais onde haja fluxo de pessoas, mas é preciso lembrar que esse modelo de vidro só pode ser instalado acima do peitoril, para evitar acidentes, já que uma das particularidades desse vidro é se estilhaçar por completo, e isso deixaria o vão aberto, por exemplo.

Outra das vantagens do vidro temperado está no fato de ser o único vidro resistente o suficiente para ser aplicado em projetos que necessitam de peças de vidro inteiras, sem a utilização de caixilhos, pois além de maior rigidez, esse modelo de vidro também apresenta maior resistência térmica, flexibilidade, flambagem, resiste à torção e suporta pesos elevados.

Essas vantagens tornam os vidros temperados em ótimas alternativas para aqueles usuários que desejam amplificar as características protetivas de um ambiente. Não por acaso os vidros temperados são frequentemente utilizados em:

- Vitrines;

- Muros de vidro;

- Box de banheiro

- Sacadas;

- Portas e janelas;

- Fechamento de vãos;

- Armários;

- Divisórias de ambientes;

Vidro Temperado Laminado

Vidro temperado laminado

Aqui também cabe relembrar que, dependendo da estrutura e da finalidade, os vidros temperados terão que ser utilizados em conjunto da laminação (vidro temperado laminado). A laminação, além de aumentar a resistência da placa de vidro, garante que os pedaços do vidro não se espalhem pelo ambiente, mantendo determinado vão fechado.

Vidro temperado pode ser cortado

Outro ponto a ser abordado está no fato de que o vidro temperado não pode ser cortado, moldado ou furado.

Essa é uma das razões para sempre adquirir vidros temperados de empresas sérias e especializadas, pois o projeto deve ser bem elaborado, de modo que qualquer corte, polimento ou lapidação seja realizado antes de encaminhar o vidro para a têmpera, pois depois de temperado qualquer tentativa de corte poderá causar o estilhaçamento completo da placa.

"
O mercado vidreiro no Brasil é desorganizado, isso contribui para que o vidro não esteja na evidência merecida. Um dos motivos da nossa fusão anos atrás foi para isso, estrategicamente unimos o know-how de consultoria, projetos e execução, podendo de fato atender em escala as altas exigências de incorporadoras alto padrão e arquitetos
"

Daniel Estrela

CEO da SEV Exclusivv.